Foto: Reprodução/Now Fashion

Por Carol Hungria e Marcela Palhão

A mulher que veste Alexander McQueen é uma guerreira moderna. Os tops corseletados, o couro, a cintura e os ombros marcados fazem parte do DNA da marca, e estão presentes em todas as coleções, inclusive no desfile apresentado hoje, na semana de moda de Paris.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Mas, em tempos sombrios de incerteza, Sarah Burton sabe que é hora de inserir uma dose de leveza na moda, e ela o faz com maestria, em looks como o vestido lilás de mangas bufantes e saia volumosa, o slip dress rosa usado bom body jewelry delicada e a ondulação romântica nas mangas do blazer sisudo usado por Kaia Gerber, quase ao final do show.

O time da Bazaar está encantado com os acessórios, principalmente a pochete de metal com o símbolo de coelho, que já nasce como desejo imediato. Veja dez coisas que amamos na coleção:

A ilusão

Foto: Reprodução/Now Fashion

A estampa que cria um X no look também cria a ilusão de que a peça tem um shape mais acinturado.

Corpetes de couro

Foto: Reprodução/Now Fashion

Presentes no desfile de diversas marcas e fortalecendo a tendência dominatrix, os corpetes de couro apareceram com ares diferentes no desfile de Alexander McQueen. Além de reforçar o lado mais sensual do detalhe em looks totalmente de couro, este recurso funcionou como um contraponto a clássicos vestidos rodados.

Acessórios

Foto: Reprodução/Now Fashion

Diversos acessórios destacaram a região do busto, como body chains, cintos que cruzam a silhueta e um colete de fivelas, todos remetendo a armaduras.

O vermelho

Foto: Reprodução/Now Fashion

Entre uma paleta de cores que misturou tons mais sóbrios a outros mais brilhantes, o vermelho ganhou destaque, principalmente me peças criadas com tecidos cheios de brilho.

O babado

Foto: Reprodução/Now Fashion

Entre os maiores destaques da coleção, os blazers que ganharam enormes babados no ombro são os que mais encantam o olhar. A estrutura coloca os ombros como ponto principal do visual, ao mesmo tempo que criam curvas na silhueta e trazem as características clássicas desta peça, como os bolsos, botões duplos e lapela.

A renda

Foto: Reprodução/Now Fashion

Outra aposta da temporada, a renda apareceu com desenhos e tramas maiores, além de ter sido combinada ao couro.

Lapela dupla

Foto: Reprodução/Now Fashion

Em uma coleção em que a alfaiataria foi a grande vítima de experimentos, Alexander McQueen apostou em diferentes variáveis, incluindo a lapela dupla, acrescentada de uma maneira que, ao primeiro olhar, se assemelha a uma sobreposição de blazers.

O sobretudo

Foto: Reprodução/Now Fashion

Com um trabalho delicado, o sobretudo tem um leve degradê que deixa a peça transparente no comprimento.

Respiro

Foto: Reprodução/Now Fashion

Entre peças pesadas e carregadas de detalhes, os vestidos que lembram antigas camisolas dão um respiro à coleção.

Dramaticidade

Foto: Reprodução/Now Fashion

Vestidos volumosos e com um trabalho de bordado impecável finalizaram a apresentação de inverno 2020 da Alexander McQueen.