Pulseira de bronze banhada a prata, € 500 (coleção Ellipse) - Foto: Divulgação
Pulseira de bronze banhada a prata, € 500 (coleção Ellipse) – Foto: Divulgação

Por Ligia Carvalhosa

As joias de Annelise Michelson mais parecem esculturas que acessórios. Lembram torções e texturas de tecidos drapeados e correntes. Têm um quê sofisticado, ao mesmo tempo que moderno e de atitude punk. “Quero que as mulheres se sintam sexy, empoderadas, modernas e originais”, diz essa francesa, que há quatro anos trocou a carreira de estilista (com passagem por Hermès, Vanessa Bruno e Paul & Joe) para se aventurar na joalheria.

Hoje, já com nove coleções de próprio punho, conquistou mulheres como Jennifer Lawrence, Caroline Vreeland e Lady Gaga. E graças a ninguém menos que Carine Roitfeld, diretora-global de moda da Bazaar. “Ela me deu liberdade para fazer o que eu queria a partir do tema rock gótico”, relembra, sobre o convite da editora para criar peças para uma matéria de moda. “Isso me permitiu observar joias como uma stylist e ver e pensar nelas da mesma maneira como pensamos em roupas.” As peças, de fato, enfatizam a relação do acessório com a silhueta feminina – são pensadas e moldadas sempre em relação ao corpo.

 Brinco de bronze banhado a ouro, € 300 (coleção Carnivore) - Foto: Divulgação
Brinco de bronze banhado a ouro, € 300 (coleção Carnivore) – Foto: Divulgação

Em sua mais recente coleção, com nome de Ellipse, referências à arquitetura de Ricardo Bofill e às esculturas da britânica Barbara Hepworth servem como ponto de partida. “Trago desenhos afiados, com aparência futurista, que imprimem a sensação de velocidade e pureza.” São peças como os colares, brincos e pulseiras de bronze com banho de ouro e prata, que ilustram estas páginas – e dão continuidade aos hits de estações passadas, como os desenhos pontiagudos da linha Carnivore e as formas derretidas da Drops.

Desenhadas em seu ateliê no Marais, e desenvolvidas pelos mesmos artesãos responsáveis pelas criações das grandes maisons da Place Vendôme, as joias de Annelise são extensão do estilo e das raízes de sua criadora. “Observo as formas esculturais de tudo o que encontro ao meu redor, pode ser na cidade ou na natureza. Gosto tanto do sentimento cru e áspero como da sensualidade de vibração orgânica.” Feminino e masculino, ríspido e delicado, frágil e poderoso também são contrastes elementares em sua assinatura. Sobre seu próximo passo, ela fala da vontade em investir no mercado de decoração. O que faz todo sentido. Suas joias, por si só, podem facilmente assumir status de objeto de design. À venda na Colette, Le Bon Marché e Opening Ceremony.

Brinco bicolor em ouro e prata, € 325 (coleção Ellipse) - Foto: Divulgação
Brinco bicolor em ouro e prata, € 325 (coleção Ellipse) – Foto: Divulgação