Tamara Mellon deve deixar a Jimmy Choo – grife de sapatos desejo que fundou 15 anos atrás. Segundo o WWD, o CEO Joshua Schulman também deve deixar a grife, mas só em 2012. A saída acontece apenas cinco meses após a venda da Jimmy Choo ao grupo Labelux, que também detém a Bally e Derek Lam e adquiriu a grife do grupo Tower BrookPrior.

Tamara fundou a Jimmy Choo em 1996, com um empréstimo de seu pai, Tommy Yeardye, cofundador da linha de produtos da Vidal Sassoon, e em parceria com o sapateiro Jimmy Choo. Ela é atualmente chefe criativa do escritório da grife e possui 18% de suas ações.

A inglesa ainda não comentou sobre a notícia, mas aparentemente deve deixar a grife ainda neste mês. Schulman enfatizou que sua saída é independente da de Mellon. “Nós não estamos saindo juntos para outro projeto”, disse. Já o Footwear News especula o possível lançamento de uma nova marca, baseado em uma entrevista concedida pela designer algum tempo antes. A ver.

Foto: Reprodução

[poll id=”2″]