Nicolas Ghesquière ao final do desfile de inverno 2011 da Balenciaga - Foto: Getty Images
Nicolas Ghesquière ao final do desfile de inverno 2011 da Balenciaga – Foto: Getty Images

O clima entre a Balenciaga e seu antigo diretor criativo, Nicolas Ghesquière, já dura um ano, mas parece longe de terminar. A marca processa o designer em sete milhões de euros (cerca de R$ 21 milhões) por seus comentários “prejudiciais” feitos em uma entrevista à revista System, em abril de 2013. Agora, os advogados de Nicolas têm até o dia 15 de outubro para apresentar os seus argumentos contra o processo instaurado.

Na publicação, Ghesquière, que esteve ligado a Balenciaga por 15 anos, atacou a falta de estrutura e de incentivo da marca e da direção. “Nos últimos dois ou três anos foi uma frustração atrás da outra. Não tinha ninguém me ajudando do lado dos negócios. Eles queriam abrir diversas lojas em espaços medíocres, onde pessoas nem conhecem a marca”, afirmou o estilista.

Acontece que, ao sair da Balenciaga, Nicolas teria assinado uma cláusula que o proibia de dar declarações que prejudicassem a grife e o grupo Kering (ex-PPR), no qual a marca pertence.

Veja mais:
Nicolas Ghesquière deixa a direção criativa da Balenciaga
Nicolas Ghesquière faz seu primeiro post no Twitter após saída da Balenciaga
Exclusivo: Alexander Wang assume a Balenciaga
Sylvain Justum comenta a estreia de Alexander Wang na Balenciaga
Os novos rumores sobre o futuro de Nicolas Ghesquière
Nicolas Ghesquière fala sobre a saída da Balenciaga