Kendall Jenner de peruca Balmain - Foto: Getty Images
Kendall Jenner de peruca Balmain – Foto: Getty Images

Acaba de ser confirmado que a companhia de investimentos Mayhoola, do Qatar, comprou grande parte das ações da Balmain. Segundo o jornal francês Les Echos, a grife francesa teria sido vendida por cerca de US$ 548 milhões (aproximadamente R$ 1 bilhão).

Leia mais: Oliver Rousteing faz parceria com NikeLab

“Nos últimos anos, a trajetória da Balmain tem sido mais do que impressionante. Com o Emmanuel Diemoz no cargo de diretor executivo e Olivier Rousteing na direção criativa, a maison fala com um novo consumidor, mais novo e mais experiente, sem nunca esquecer seu patrimônio ou a importância da verdadeira arte parisiense”, disse um dos representantes da Mayhoola em um comunicado ao WWD.

Leia mais: Por trás da máscara de Karl Lagerfeld, Alber Elbaz e Oliver Rousteing

Graças a Olivier Rousteing, que assumiu o cargo de diretor criativo da grife em 2011, a marca histórica está no meio de uma revitalização digital, apelando para um público mais jovem por meio de sua presença no Instagram e relacionamento intenso com celebridades como as KardashianJenner, Beyoncé, Rihanna e mais. Sem dúvida, tamanha exposição teve um apelo para os investidores, que esperam para expandir as vendas e a receita.

Leia mais: As curvas rococós do inverno 2016/17 da Balmain

Vale lembrar que em 2012 a Valentino também foi comprada pela mesma empresa de investimentos.