Marni, inverno 2915 - Foto: Agência Fotosite
Marni, inverno 2915 – Foto: Agência Fotosite

 

Anel multidedos: esqueça os muitos anéis minimalistas de metal liso, que dominaram as últimas estações. O modelo “multidedos” (uma peça só para vários dedos), com pedras desalinhadas que parecem ‘‘passear’’ pelas mãos, é o mais novo substituto. Na Proenza Schouler, eles são completamente aerodinâmicos, sustentados por um dedo só. Já na Marni, aparecem em alturas diferentes para conseguir o mesmo efeito. Independentemente do modelo, o importante é sempre finalizar o look com uma clutch.

Pingentes Tiffany & Co. - Foto: divulgação
Pingentes Tiffany & Co. – Foto: divulgação

Peça-chave: o pingente: no embalo da retomada dos anos 1970, os pingentes, ignorados pela moda há um bom tempo, aparecem como protagonistas dos looks sexy da estação. Nicolas Ghesquière, em sua coleção de estreia para a Louis Vuitton, destacou a peça, colocando-a diretamente sobre a pele. Anthony Vaccarello, precursor desse ‘‘novo-sexy’, amenizou os decotes de suas camisas com gola rulê ‘‘destacável’’ e pingentes de corrente curta.

Bota comprida na Louis Vuitton e curta para Gucci - Fotos: Agência Fotosite e divulgação
Bota comprida na Louis Vuitton e curta para Gucci – Fotos: Agência Fotosite e divulgação

Bota 60’s: os anos 1960, tema onipresente na temporada de inverno internacional, ainda vão dar muito o que falar. O look dos MODS, recriados por Frida Giannini, na Gucci, e com pitadas de glamour e rock&roll por Hedi Slimane, na Saint Laurent, pede pelas botas de salto baixo e de cano ajustado. Compridas, como na Louis Vuitton, ou curtas, como as de Marc Jacobs, tem para todas. Valem os modelos de verniz, coloridos, metalizados ou, até, cobertos de glitter!

No alto, sandália Tory Burch; abaixo, modelo da Fendi - Fotos: divulgação
No alto, sandália Tory Burch; abaixo, modelo da Fendi – Fotos: divulgação

Sandália plataforma: depois das Birkenstocks e das papetes, a mais nova mania é a plataforma, igualmente confortável e também ótimo complemento para produções confortáveis e esportivas. Miuccia Prada, Stella McCartney e Phoebe Philo, na Céline, desfilaram seus casacos oversized com esses modelos de calçado e decretaram o novo look para o inverno internacional.

Burberry, inverno 2105 - Foto: divulgação
Burberry, inverno 2105 – Foto: divulgação

Bolsa pintada à mão: se, antes, a interferência da arte na moda se dava pelas estampas artsy, como no verão da Prada, Céline e Chanel, agora, as marcas resolveram levar a inspiração ainda mais a sério. Na Burberry, nenhuma modelo pisou na passarela sem uma versão da nova bolsa da marca, toda pintada à mão. Servindo de tela para as pinceladas, cada peça do desfile tem um padrão único. Já no pre-fall 2014 da Dior, apesar de nunca ter sido tocada por um pincel, a clássica Lady Dior ganha motivos florais que recriam o mesmo efeito das pinturas.