Foto: Reprodução/Instagram/@beyonce
Beyoncé em Spirit, O Rei Leão – Foto: Reprodução/Instagram/@beyonce

Beyoncé é a rainha do universo musical: são oito álbuns, mais de 60 singles e várias estatuetas do Grammy no currículo. Com uma voz impactante e um estilo impecável, a cantora vai além da música. Com seu trabalho, ela dá voz ao feminismo e ao respeito entre as raças.  Nesta quarta-feira (04.09), a musa completa 38 anos, e a Bazaar escolheu os seis videoclipes mais chiques da americana para assistir já!

Roteiros, fotografia e história. Beyoncé usa e abusa da informação de moda para construir de fato um material que quebra paradigmas. A forma como ela se manifesta é extremamente política e crítica. Por exemplo, em “Formation“, Beyoncé fica no topo de um carro de polícia afundado, no meio de Nova Orleans – uma mulher negra exibindo poder sobre um sistema polêmico, já que a cidade é historicamente uma das mais violentas em relação a população negra. Ao longo do clipe, vemos Beyoncé de all black, com um vestido de acervo da Warner Bros. A peça é a cara de um vestido de alta-costura, usado por uma mulher negra a frente do que seria a Casa Grande.

Entre empoderamento e cenas fashionistas, veja a seguir os melhores trabalhos da cantora americana:

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Single Ladies

Um dos maiores hits de Beyoncé, “Single Ladies” é um marco para as mulheres. No limite do sentido da palavra minimalista, nossa Queen B aparece ao lado de suas dançarinas usando um body preto de ombro só. Rodado em preto e branco, o clipe mostra a cantora e as dançarinas dançando livremente por um estúdio, munidas de um acessório que se destaca é o híbrido entre pulseira, anel e bracelete.

Formation

Como mencionado acima, “Formation” tem embasamento político, que é expressado por meio da moda – e fotografia. Beyoncé usa peças da Givenchy, Gucci e Miu  Miu. O vestido preto usado pela cantora é uma dos looks preferidos da Bazaar, que é vintage, do acervo da Warner Brothers Pictures.

Hold Up

Quem não gostaria de sair por aí quebrando coisas com um taco de baseball, enquanto usa um vestido Roberto Cavalli? Beyoncé continua com suas críticas em “Hold Up”.

Sorry

Trabalhada em peças da grife brasileira Gig Couture, Beyoncé mergulha ainda mais em suas raízes africanas. São pinturas corporais e peças que fazem jus a história cultural do mundo.

Aps**t – The Carters

 

Com a ajuda dos stylists pessoais, Zerina Akers e June Ambrose, Beyoncé e Jay-Z invadem o museu do Louvre, em Paris, para mais um videoclipe digno de Oscar. Conforme as peças de arte eleitas como cenário aparecem, as roupas usadas pelo casal conversam com as cores e com os significados das mesmas. A cantora usa peças de alta-costura e do ready-to-wear, como Versace, Stephane Rolland, Givenchy, Burberry e Peter Pilotto.  E seu marido também não passa despercebido: Jay-Z usa ternos como dos mais renomados ingleses da moda,  Alexander McQueen e John Galliano.

Spirit – The Lion King

 

O videoclipe mais recente de Beyoncé é “Spirit”, que faz parte da trilha sonora do live action da Disney, “O Rei Leão”.  Entre vestidos os incríveis da maison Valentino – todo o crédito vai para Pierpaolo Picciolli, que é um mestre da alta-costura – uma marca brasileira também teve espaço: o modelo all white todo bordado em pedras da Maison Alexandrine é o ponto alto do clipe.

Leia mais:
“Não é nada fácil ser eu”, diz Lana Del Rey
Sobrinho de Michael Jackson grava clipe no Vidigal
Bazaar entrevista: Marina Melo é nome para ficar de olho na música
Dua Lipa: 10 vezes em que a cantora arrasou no red carpet