Foto: reprodução
Foto: reprodução

Nesta segunda-feira (16.05), a Ivy Park, marca de activewear de Beyoncé em parceira com  Sir Philip Green (dono da Topshop), respondeu à denúncia de que utiliza de mão de obra de países em desenvolvimento, como o Sri Lanka, e burla as leis trabalhistas.

“Ivy  Park possui ética de trabalho rigorosa. Estamos orgulhosos dos nossos esforços contínuos em termos de inspeções de fábrica e auditorias. Nossas equipes em todo o mundo trabalham muito estreitamente com fornecedores e suas fábricas para assegurar o cumprimento das nossas regras”, disse a marca em  um comunicado à  imprensa.

A matéria, publicada pelo inglês The Sun, afirma que as funcionárias empregadas pela marca recebem somente R$ 21 reais por dia. Apesar do valor ser acima do piso salarial do país, o ato foi considerado uma forma de exploração.

Leia mais: Beyoncé e Blue Ivy vestem jaquetas personalizadas da Gucci