Cara em campanha da YSL - Foto: reprodução
Cara em campanha da YSL – Foto: reprodução

Mesmo uma modelo tão famosa e requisitada como Cara Delevingne não está imune à pressão de parecer perfeita. Em entrevista ao jornal The Times, de Londres, ela explica que as coisas ficaram tão ruins e estressantes para ela que ela acabou decidindo dar uma pausa do mundo da moda.

“Eu estive lutando e fugindo durante meses. Estive constantemente no limite”, disse ela. “É uma coisa psicológica, mas, se você odeia a si mesma, ao seu corpo e a maneira como você se vê, isso só fica pior e pior”. Seu esforço foi tanto, que desenvolveu psoríase, e os maquiadores tinham que pintar as manchas para fotos e desfiles.

“Eu não estou fazendo o trabalho com a mesma paixão, principalmente depois de ter desenvolvido psoríase e todas essas coisas”, disse a britânica de 23 anos de idade. “Modelar só me fez sentir um pouco vazia depois de um tempo. Não me fez crescer em nada, nem como ser humano. E eu meio que esqueci como era jovem… Me senti tão velha”.

Tudo isso pode ter acontecido porque a indústria a forçou a crescer rápido demais. Cara diz que sentiu que não podia recusar posar nua ou em posições sexuais, mesmo sendo muito jovem. “Eu sou um pouco feminista e isso fez eu me sentir doente”, disse ela. “É horrível e nojento”.

Mas, como o mundo da atuação é seu objetivo final, ela diz que agora sabe que deve lutar por isso e por mulheres como ela. “Eu decidi que agora vou foca em mim”, disse. “Se houver injustiça vou pirar. Se alguém estiver cruzando a linha e os limites, eles vão saber disso”, finaliza.