Studio Traça, coleção “Rude Girls”- Foto: Divulgação

Após dois anos de eventos virtuais, a Casa de Criadores (CdC) se prepara para a estreia no formato híbrido. Marcado para acontecer entre os dias 09 e 10 de dezembro, as apresentações online dos estilistas que se apresentarão na CdC este ano serão disponibilizadas no site do evento e conta com a noite de encerramento repleta de atrações.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Além de nomes conhecidos como Jal Vieira e Dendezeiro, o evento conta com desfiles de marcas estreantes, como Yebo e Guma Joana, exibidos majoritariamente de forma virtual. Para as exibições ao vivo, Rober Dognani e Studio Ellias Kaleb serão as únicas marcas a apresentar suas coleções presencialmente, no Teatro Mars, em São Paulo.

O espetáculo contará com performances do coletivo Teatro da Pombagira, que desde 2014 investiga, por meio de suas obras, os lugares das expressões homoeróticas contemporâneas na arte. E no evento presencial, a marca de streetwear Yebo, criada por Naiara Albuquerque, Eliane Dias e Domenica Dias, filha do rapper e compositor Mano Brown, apresentará também as peças da sua coleção.

“Estamos nos aproximando dos 25 anos da Casa de Criadores, e nesse período pudemos acompanhar de perto a potência e o alcance de diversos nomes com quem tivemos o prazer de trabalhar. Ficamos muito felizes por, além de apresentações incríveis, termos também lançado na semana passada o Instituto Casa de Criadores, que vem para ampliar as narrativas e conquistas de tantas pessoas, através da moda, que é uma importante ferramenta política. Estamos preparando mais uma edição cheia de histórias únicas”, afirma André Hidalgo, fundador e curador da Casa de Criadores.

Alexandre dos Anjos coleção “Paramentar”- Foto: Divulgação

Unificando os desfiles dos dois dias da edição #49 da Casa de Criadores, o evento, que tem direção criativa de Eduardo Araújo Silva / DUDX, irá transmitir um espetáculo dirigido por Marcelo D’Avilla e direção de fotografia e finalização por Doceria Filmes, fortalecendo a narrativa de colaboratividade entre os novos nomes da moda, em direção a um futuro mais plural.

Com o objetivo de fomentar também a sustentabilidade na moda nacional, peças criadas pelos estilistas para as performances foram produzidas com Bio Amni®, a primeira poliamida parcialmente de fonte renovável feita na América Latina pela Rhodia. Os tecidos com esta tecnologia foram desenvolvidos em parceria com a Santaconstancia Tecelagem, e são produzidos de forma sustentável, com baixo consumo de água e energia, além de contar com água de reuso e matérias-primas orgânicas em sua composição.

André Hidalgo – Foto: Divulgação

Complementando os desfiles, o Instituto Casa de Criadores descreve sua missão como um processo que visa contribuir na construção de novas bases para o ensino de moda no Brasil, vindas de demandas sociais diversas. Com a provocação inaugural “Que moda, para qual mundo?”, o primeiro projeto do instituto é um módulo de pesquisa e criação que será oferecido gratuitamente a um grupo de 300 pessoas, incentivando por meio de políticas afirmativas, a participação de profissionais como costureires, modelistes e pilotistes, entre uma série de trabalhadores que integram a indústria da moda, mas que raramente são reconhecides como criadores

Patrocínio: Rhodia, Santista e Sou de Algodão

Para acompanhar a 49º edição da Casa de Criadores, basta acessar o site: www.casadecriadores.com.br.

Veja o line-up

Alexandre dos Anjos

Ateliê Vou Assim

Berimbau Brasil

Brocal

David Lee

Dendezeiro

Diego Fávaro

Estamparia Social

Estúdio Traça

F. Kawallys

Felipe Caprestano

Gefferson Vila Nova

Guma Joana

Jal Vieira

Jorge Feitosa

Kel Ferey

Leandro Castro

Mônica Anjos

Nalimo

NotEqual

PIM (Periferia Inventando Moda) – Couto Store, Dellum, Riddim Clothing, Volat, X-Brand

Rafael Caetano

Reif

Reptilia

Rober Dognani

Shitsurei

Studio Ellias Kaleb

Vicenta Perrotta

Vivão

Yebo