Busca Home Bazaar Brasil

Casa de Criadores: elegância e informação de moda marcam o terceiro dia da 44ª edição

Alex Kazuo, Rocio Canvas e NotEqual impressionaram na passarela

by Beatriz Poletto
Rocio Canvas - Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

Rocio Canvas – Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

O terceiro dia de Casa de Criadores foi repleto de finesse. Criações com informação de moda mostraram que é possível ser criativo e acertar na passarela. O evento conta com a possibilidade de liberdade para os estilistas, que garante desfiles únicos e autorais.

A alfaiataria marcou presença e a pegada genderless já é um must para os estilistas. Eles criam para pessoas, independente de gênero. Todas as apresentações contaram com protestos sutis, que cabem no momento em que vivemos. Bazaar elegeu os três melhores desfiles da quarta-feira (28.11), veja a seguir:

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM 

Alex Kazuo 

Alex Kazuo - Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

Alex Kazuo – Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

Com a excelência de costume, Alex Kazuo apresentou uma coleção minimalista. Mais costureiro do que estilista, Alex prefere a técnica da moulagem para construir suas peças. Em entrevista a Bazaar, ele afirmou que fez a coleção em dois dias. O clássico preto e branco marcou a coleção, e a opção por usar tecidos orgânicos, como o algodão, seda e linho, proporcionou uma alfaiataria impecável.

Rocio Canvas 

Alex Kazuo - Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

Rocio Canvas – Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

“Nostalgia Contemporânea” é o nome da coleção apresentada na 44ª edição da Casa de Criadores pela Rocio Canvas. Diego Malincheski olhou para suas coleções anteriores e apostou no passado para criar o novo. Tons envelhecidos, como o bege, vinho e o azul contaram a história das criações. O styling de Marcel Maia foi fundamental para criar looks elegantes. As bolsas feitas pela própria marca adicionaram grafismo a roupa, e já são um must para os fashionistas.

NotEqual 

Alex Kazuo - Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

NotEqual – Foto: Marcelo Soubhia/Fotosite

O mineiro Fabio Costa trouxe informação de moda e finesse para a passarela da NotEqual. Em um desfile impecável, o estilista fez uma mistura entre Império Otomano, infantarias do século 14 e o período Edo japonês. Os tecidos com texturas são a matéria-prima principal de Fabio, que optou pelos tons terrosos,  vermelho e azul para marcarem sua suas criações.

Leia mais:
Weider Silveiro abre a 44ª Casa de Criadores com criatividade e tradição
Martins.Tom faz coleção “see now, buy now” à venda na Pair
Veja o line-up da 44ª edição da Casa de Criadores
Rocio Canvas: grife curitibana conquista público com moda artsy e atemporal