Chanel inaugura le19M com desfile Métiers D’Art
Foto: Divulgação

As coleções e apresentações Métiers D’Art, da Chanel, são uma forma da maison celebrar e homenagear o trabalho dos artesãos da label e, neste ano, têm mais um motivo para comemorar: a abertura do le19M.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

O espaço criado pelo arquiteto Rudy Ricciotti e que reunirá os trabalhadores de 11 Maisons d’art – incluindo bordadeiras, ourives, chapeleira, especialistas em plissados, sapateiro, entre outros artesãos – foi o cenário eleito para a apresentação deste ano. “É um espaço amplo, muito aberto, com uma fachada adornada com fios de concreto branco, um jardim, lindas passagens e uma enorme galeria onde também serão realizadas exposições”, conta Virginie Viard em comunicado sobre o desfile.

Já no convite para a apresentação, a marca reforçou sua parceria com diferentes ambientes da arte. “Pedi a Dimitri Chamblas para coreografar o filme apresentado antes do show. A caixa do convite inclui uma coleção de textos dos rappers Claude MC Solaar e Abd Al Malik e de escritores como Sarah Chiche, Anne Berest e Nina Bouraoui, contando sua visão sobre as Maisons D’Art residindo no le19M”, conta a diretora criativa.

“Há também uma série de cartões postais retirados das animações criadas por REMEMBERS. Queria que cada modelo, desenhada por um diferente ilustrador, representasse uma das Maisons d’art e evoluísse em uma pequena história inspirada por um ícone Chanel. Queria ilustrar cada casa da melhor forma o possível, mas com um twist”, acrescenta a Virginie.

Sem deixar de ser sofisticada, esta coleção tem ares metropolitanos. Jaquetas em tweed com mangas de moletom caminham lado a lado com peças em jeans – carregando em comum o trabalho impecável da Chanel. Os bordados são inspirados na estrutura do edifício e os looks trazem de volta o clássico sapato bicolor criado por Coco Chanel. Pérolas, couro, mix de joias e bolsas complementam a coleção. Veja na galeria dez looks que amamos do desfile: