Anitta, uma das novas garotas-propaganda da marca – Foto: Divulgação

Quatro personagens estilosas marcaram época em “Sex and the City”, o seriado mais fashionista de todos os tempos. Era impossível não se identificar com a estética de Carrie, Samantha, Charlotte ou Miranda. A imagem do quarteto nova-iorquino vem à mente diante do time escolhido para a campanha Outono/Inverno da Colcci: Anitta, Bruna Marquezine, Camila Coelho e Isabeli Fontana.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Donas de personalidades e closets diferentes, elas são garotas modernas que venceram na carreira e donas de visuais ímpares. E reforçam um novo momento da marca, que já escalou nomes como Gisele Bündchen e Alessandra Ambrósio para suas campanhas.

“Bruna é fashionista; Camila conversa com o público digital; Anitta é ícone pop; e Isabeli, modelo”, explica Daniel Mafra, diretor de Marketing da marca. Com biotipos diferentes, elas mostram, inclusive, como as modelagens das calças jeans alcançam a diversidade de corpos das brasileiras. O diálogo com o público masculino – e, de certa maneira, também com o feminino – continua sendo tarefa do
ator Cauã Reymond, que já está nesse posto há três anos.

Foto: Divulgação

A expectativa é de que os cinco convidados, mais o Instagram da própria marca, alcancem mais de 100 milhões de seguidores de imediato. “Nós queremos gerar 1 bilhão de impactos ao longo de 2020”, projeta Daniel.

A campanha estrelada também reforça o tema da nova coleção, Colcci Connection. Para a diretora criativa, Adriana Zucco, este é o grande momento para se conectar. “Com o outro, com a cidade e também com a natureza”, afirma. “Pedimos comida, carro… Fazemos tudo por meio do celular, da tecnologia”, acrescenta Daniel.

É com essa antena plugada no presente e muita ousadia que a Colcci comemora 34 anos de existência, sendo 20 como um dos
cases de sucesso da AMC Têxtil, grupo tocado pela família Menegotti e que tem ainda as grifes Sommer, Coca-Cola Jeans, Forum, Skazi, Tufi Duek e Triton.

Tudo isso foi traduzido na nova coleção. Inspirados no lifestyle urbano, entram brilhos do paetê e de metalizados, combinações de texturas, como náilon e moletom com jeans, novas calças Limited feitas com denim premium, estampas inspiradas na fauna e na f lora desenvolvidas in house e ainda tons orgânicos de tingimentos naturais vindos, por exemplo, do urucum, clorofila e cúrcuma.

A ênfase em processos sustentáveis, aliás, tem sido uma das principais preocupações da marca nos últimos anos. Adriana lembra que, quando o projeto Eco Soul foi implantado, em 2016, a aparência da malharia e do jeans era rústica. “Hoje, é bem mais sofisticada, porque a matéria-prima evoluiu.”

Looks do Outono/Inverno 2020 da Colcci – Foto: Divulgação

O algodão utilizado é averiguado pela Better Cotton Initiative (BCI), ONG que conscientiza e orienta os vários níveis da cadeia produtiva a reduzir os impactos ambientais da produção, em meio de várias outras ações. Há, ainda, o uso de algodão desfibrado, obtido por meio da reciclagem de tecidos que seriam descartados.

Como amaciante, entra em cena o Rice Recycle, obtido a partir do óleo extraído da casca do arroz. O toque final fica por conta de etiquetas e tags com o selo Forest Stewardship Council, que certifica itens procedentes de florestas manejadas de maneira responsável.

A preocupação com o gasto de água é outro aspecto importante desse processo. Em quatro coleções anuais, são economizados 96 mil litros do líquido (50% do gasto registrado no passado na malharia) e 1,1 milhãos de litros na lavagem do jeans (houve redução de 64%), além de reuso de 100% da água que passa pelas lavanderias.

Esse posicionamento fica particularmente em evidência nas lavagens e nos efeitos especiais da linha Laundry de jeanswear. O grupo AMC faz parte, ainda, do programa Global Zero Discharge of Hazardous Chemicals (ZDHZ), que elimina o uso de produtos químicos perigosos à saúde.

Além da preocupação ambiental, a Colcci se mostra conectada com os novos tempos ao propor a inclusiva linha No Gender, com modelagens que vestem os dois gêneros, e com o movimento wellness, por meio da linha Fitness, vendida no site oficial da marca e em lojas especializadas em roupas para práticas esportivas. Moda como comportamento social traduzida em estilo de vida.