Oskar Metsevaht - Foto: SiteRG
Oskar Metsevaht – Foto: SiteRG

Por André Aloi, do SiteRG

A incerteza paira sobre a próxima edição do Fashion Rio, que teria de acontecer entre abril ou maio, na capital fluminense, para apresentar as tendências para o verão 2016. O evento, que foi cancelado na edição passada, quando apresentaria o inverno 2015, pode ser postergado para agosto ou setembro, sob direção da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Sistema Firjan).

O novo formato continua em discussão. O evento deve focar ainda mais na moda comercial. Oskar Metsavaht, criador da Osklen e coordenador do Fórum Empresarial de Moda da Firjan, topou responder as nossas perguntas por e-mail. Procurada, a Luminosidade – até então responsável pelo evento – disse, por meio de assessoria de imprensa, que Paulo Borges ainda não está falando sobre SPFW nem Fashion Rio.

FÓRUM
O Fórum funciona como espaço de articulação e mobilização empresarial. É composto, entre outras marcas, pela própria Osklen, Lenny Niemeyer e Alessa. Foi reestruturado no ano passado, quando propôs um alinhamento do conceito da Indústria Criativa, revendo o plano de atuação para a moda e novos modelos emergentes no setor. Está dividido em cinco grupos de trabalho: identidade e futuro; tecnologias e inovação; mão de obra; ambiente de negócio; acesso a mercado.

Leia a íntegra da entrevista com Metsavaht a seguir:

Haverá Fashion Rio este semestre?
O Fashion Rio continua, mas a data ainda não está definida. Sobre a pergunta abaixo, o formato ainda está sendo discutido.

O que muda da proposta que já conhecemos para este novo formato idealizado pela Firjan?
(Respondido acima)

Para “O Globo” (na coluna “Gente Boa”, em dezembro passado), você disse que teria cultura como mote, a exemplo: cinema, música e artes plásticas. Não perde o foco?
O Rio é uma das grandes cidades criativas do mundo e, em vários setores da Economia Criativa, faz parte das C40. Acho q esta proposta não perde o foco. Faz com que cinema, artes plásticas, design e moda estejam conectados. E já temos o SPFW que é um evento com este foco de Moda já bem estabelecido e reconhecido. Cabe deixar claro aqui que tudo ainda está em fase de discussão, como disse, e esse é um momento de reflexão para buscarmos um novo formato, um novo caminho.

Por que mudar? O que afligia os estilistas e que precisou ser mudado?
A ideia é valorizar marcas e designers que apresentem propostas autorais e, assim, evitar o esvaziamento do evento, que é muito importante para a indústria da moda e a indústria criativa do estado do Rio.

Quando será realizado esse novo evento?
Como disse, ainda não definimos a data da próxima edição do Fashion Rio. Estamos discutindo se mantemos o modelo atual, ainda em abril/maio, ou se partimos para outro formato em Ago/Set.

No que o Paulo Borges seria encaixado nesta nova formatação?
A Luminosidade provavelmente continuará e com o Paulo Borges na direção de moda. Ao menos é o que proponho ao grupo.