Foto: Reprodução
Foto: Divulgação

por Anna Del Mar

Carol Bassi, diretora criativa da Guaraná Brasil, cresceu em meio a rolos de tecidos e aviamentos das lojas e escritórios da marca dos pais: “palpitar e participar da criação sempre fez parte da minha rotina. Minha mãe sempre esteve atenta ao que eu e minha irmã falávamos e às referências que a gente trazia da escola, ballet, festinhas, etc . Oficialmente eu comecei a trabalhar na GB quando fiz 18 anos cuidando das vitrines e visual merchandising das lojas, que nesta época, já somavam oito espaços em SP”.

Hoje, além do cargo que exerce na grife da família, Carol tem sua marca própria. “A Carol Bassi foi lançada em março de 2014 com um desfile na casa dos meus pais só para minhas amigas e clientes. Trabalhamos arduamente durante um ano e meio para desenvolver um conceito de marca, etiquetas, tags, embalagem, layout do ateliê e coleções”, explica a designer de 41 anos formada em Artes Plásticas pela FAAP. “A mulher Carol Bassi é na verdade uma extensão do meu lifestyle: minhas criações sempre tem uma pegada clássica na escolha de materiais, modelagens e cores com o intuito de propor looks chiques e atemporais”.

Mariah Rovery e bia Peroti com o vestido Fifth Avenue - Fotos: Reprodução/Instagram
Mariah Rovery e Bia Peroti com o vestido Fifth Avenue – Fotos: Reprodução/Instagram

Fã confessa de Azzedine Alaia, Raf Simons, Nicholas Ghesquière, Ricardo Tisci e Alber Elbaz, Carol já tem até uma peça hit para chamar de sua: o vestido Fifth Avenue. “Eu criei essa peça para mim, tinha um casamento super chique e não queria usar nenhum vestido daqueles feitos sob medida, com rendas ou tecidos rebuscados, queria algo diferente. Me apaixonei por uma malha de lurex petróleo que comprei em uma de minhas viagens de pesquisa e modelei o vestido no meu próprio corpo. O objetivo era eu me sentir magra, com uma silhueta bem esguia. Queria algo de manga comprida pois o casamento seria no inverno. Fiz o vestido com a manga bem justinha e um decote bem profundo que pode ser controlado com dois colchetes invisíveis. Depois desse casamento eu usei o vestido diversas outras vezes, em jantares, desde dos mais descontraídos (com sandália rasteira) até os mais sofisticados que pediam traje black tie (com um salto super alto)”. O sucesso começou entre as amigas presentes no casamento aquele dia e ganhou adeptas como a designer de joias Mariah Rovery e as blogueiras Manu Carvalho, Camila Espinosa, Bia Peroti e Marina Xandó.

Além dos vestidos de festa, o forte da marca são as calças tipo flare, jaquetas perfecto e, para o verão, os vestidos tipo kaftans. Concebido pelo cenógrafo Edgard Octavio, amigo da família de longa data, o ateliê da estilista está instalado na Alameda Lorena, em São Paulo.  E para as que moram fora de São Paulo, as peças estão no site E-Closet e no StyleMarket.