Foto: reprodução/Instagram
Foto: reprodução/Instagram

Por Eduardo Rolo

“Sou ilustradora há alguns anos e de uns tempos pra cá resolvi transformar essas ilustrações em produtos”, conta Camila Fudissaku, que acaba de lançar uma coleção de pins e patches altamente desejáveis.

A linha tem o sexo e a psicodelia como ponto de partida. “Em geral, as pessoas ou tem preconceito ou não falam muito sobre isso. Através do meu trabalho tento escancarar esse universo de forma quase obsessiva”, confessa. “A ideia surgiu em Amsterdam. Algumas ilustrações partiram de fotos feitas lá pelo meu namorado, Marco Grilo“, adiciona. Ela também revela que há estampas que fazem referência ao álbum Selvática, de Karina Burh.

“Gosto muito de exclusividade, acredito que isso está diretamente ligado a personalidade e atitude. Por isso, compro minhas roupas em brechós pelo mundo e em geral customizo e faço ajustes”, diz sobre o estilo pessoal. O gosto pelos patches está justamente relacionado às infinitas possibilidades de personalização. “Eles podem ser aplicados e reaplicados de acordo com o humor do dia”, ressalta. “Aplico em toda jaqueta que aparece na minha frente. Adoro usá-los para quebrar um look básico ou sério demais.”

As peças, que estão em sintonia com as principais tendências das últimas temporadas, podem ser adquiridas na loja Void, no Rio de Janeiro, e na AN Urban Shop, em São Paulo, além do próprio site da designer.

Leia mais: Bolsa em formato de boombox é mais nova tendência