Um dos looks 3D criao pela estudante israelense Danit Pele. Fotos:divulgação
Um dos looks 3D criao pela estudante israelense Danit Pele. Fotos:divulgação

A onda de imprimir objetos e outros acessórios em impressoras 3D não é necessariamente nova, mas criar uma coleção completa de roupas na máquina é, no mínimo, inusitado. Uma estudante de moda de Israel resolveu criar sua coleção de conclusão de curso dessa forma, usando máquinas 3D que são vendidas no mercado e qualquer um pode ter acesso. O resultado? Cinco looks usáveis e cheios de personalidade.

"A coleção, se for vendida, custará muito dinheiro", avisa Danit Pele. Ideia que rendeu nota 10 ao projeto! Fotos: divulgação
“A coleção, se for vendida, custará muito dinheiro”, avisa Danit Pele. Ideia que rendeu nota 10 ao projeto! Fotos: divulgação

Danit Pele, que se formou no Shenkar College of Design, sempre focada em desafios. Criar uma coleção com essas máquinas era um deles. “Sempre me interessei na conexão entre moda e tecnologia, por isso meu trabalho final foi todo criado com técnicas de cortes à laser e criações tridimensionais”, explicou ao portal Fashionista. Sem saber usar a máquina 3D e sem noção do que poderia sair dessa experiência, Dani encarou o desafio e o resultado foi surpreendente.

A ideia da estudante é vender os moldes e as técnicas que usou para fabricar seus cinco looks em casa. Fotos: divulgação
A ideia da estudante é vender os moldes e as técnicas que usou para fabricar seus cinco looks em casa. Fotos: divulgação

As roupas não são feitas de tecidos comuns e a estudante precisou encontrar um material, sintético e mais rígido, que depois de impresso pudesse ser usado sem problemas. Afinal, roupas se movem e as criações deveriam ser perfeitas. Danit usou um filamento chamado FilaFlex, mais macio e muito maleável, e um software de design gráfico chamado Blender para construir as formas e só então dar vida aos cinco looks finais.

Os cinco looks, nove meses e mais de 2 mil horas! Fotos: divulgação
Os cinco looks, nove meses e mais de 2 mil horas! Fotos: divulgação

Todo o processo demorou nove meses, mais de 2 mil horas, sem contar as peças de teste e os erros cometidos. “Cada peça consumiu mais de 400 horas para ficar pronta, usando três máquinas e depois seis, quando o tempo para entregar o trabalho estava acabando”, explicou a estudante que não pretende comercializar as peças – e, se o fizer, já avisa que não serão baratas. “Quero ver outras pessoas usando peças como essa, em diferentes lugares do mundo”, finaliza, enquanto pensa em vender seus moldes e experiência para empresas e até mesmo marcas menores e com liberdade criativa que vai além do tecido que a gente conhece hoje em dia. Brilhante!

Mais um look da coleção 3D criada por Danit Pele, estudante de moda de Israel! Fotos: divulgação
Mais um look da coleção 3D criada por Danit Pele, estudante de moda de Israel! Fotos: divulgação