Depois de pouco mais de três anos no cargo de diretor criativo da Dior, Raf Simons está de saída. O estilista não renovou, por motivos pessoais, seu contrato com a marca. Sidney Toledano, Diretor Executivo da Maison, fez o comunicado oficial na tarde dessa quinta-feira (22.10), em Paris. Segundo o portal WWD, Raf já havia dado sinais de que estava esgotado e no backstage do último desfile que assinou para a Dior, apresentado no dia 2 de outubro, era visível seu descontentamento com o ciclo incessante de coleções – seis por ano.

“Depois de pensar muito e de fazer muitas considerações, decidi deixar meu cargo na Dior. Essa decisão é totalmente focada nos meus interesses pessoais. Quero focar meu trabalho na minha marca homônima e às paixões que me movem além do trabalho. Christian Dior é uma empresa extraordinária e foi um imenso privilégio escrever algumas páginas desse magnífico livro da qual tive o prazer de participar”, disse Simons em sua carta de despedida.

Um dos nomes mais fortes para substituir Raf é o de Riccardo Tisci, diretor criativo da Givenchy e que comanda a marca há dez anos. Outra possível aposta vem de Jonathan Anderson, estilista da Loewe e um dos queridinhos do cenário fashion mundial. Riccardo e Jonathan comandam marcas controladas pelo conglomerado LVMH – o mesmo que administra e comanda a Dior.

Acima, você confere uma galeria com os melhores momentos nas passarelas e, abaixo, uma seleção dos acessórios do estilista que viraram hit.