E-commerces nacionais: a digitalização do mercado de luxo brasileiro

Grandes marcas estão buscando atingir uma gama maior de clientes com e-commerces

by Giulia Federighi
Foto: Arquivo Harper's Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Com os avanços tecnológicos ações como compras online se tornaram cada vez mais presentes no mercado nacional. Marcas jovens optam por iniciar suas atividades em plataformas como Instagram e Facebook, para economizar gastos como locação de espaço físico e funcionários no local. Enquanto isso, grandes marcas que cresceram no mercado físico estão se readaptando e dando inicio à abertura de e-commerces.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

O mercado nacional online facilitou as compras para a consumidora brasileira levando, em muitos casos, produtos a regiões antes afastadas dos grandes polos comercias. Seguindo essa onda, o mercado de luxo também precisou se adaptar. Abrindo mão da experiência de compras, multimarcas apostam na comercialização online de grifes hypadas. Conheça abaixo três nomes que se destacam neste setor:

CJ Fashion

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pioneiro o shopping Cidade Jardim, em São Paulo lançou em setembro de 2018, o CJ Fashion, a primeira plataforma de vendas digital de um shopping center de toda a América Latina. O e-commerce reúne o portfólio de marcas internacionais e nacionais de sua rede, trazendo uma experiência única de compras física e online totalmente integradas.

“Com a abertura do Cidade Jardim on-line, nossa intenção é proporcionar ainda mais comodidade aos nossos clientes habituais, além de oferecer a experiência de compras para todos os estados do Brasil”, explica Robert Harley, CEO da JHSF Malls.

Iguatemi 365

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Shopping Iguatemi lançou no dia 24 de outubro o seu e-commerce. A novidade, nomeada Iguatemi 365, surge com a proposta de oferecer aos clientes uma plataforma de vendas online com a excelência e curadoria do grupo, 24 horas por dia e durante os 365 dias no ano.

“Estamos quebrando as barreiras geográficas. A ideia do nosso marketplace é ajudar a resolver a vida das pessoas, aproximando a marca Iguatemi de nossos clientes, independentemente da região do país. Vamos trabalhar muito para que essa integração seja positiva, promovendo uma experiência 100% omnichannel ao consumidor”, conta Carlos Jereissati Filho, presidente da Iguatemi Empresa de Shopping Centers.

Areaoito

Foto:Divulgacão

Foto:Divulgacão

A multimarcas Areaoito deu inicio a digitalização de sua marca com o lançamento de seu e-commerce, inaugurado em meados de outubro. Ao contrário da loja física, que hoje tem mais de 20 nomes, o site será, em um primeiro momento, focado na marca própria.

Segundo o site da marca, “a demanda de clientes fora da cidade de São Paulo nos levou a conclusão de o online torna nosso alcance e acesso ideais. Hoje, realmente como uma segunda loja, achamos o site a melhor opção”. A curadoria da Areaoito foca no mercado de moda nacional, com acessórios e objetos de decoração importados e nacionais. As proprietárias, Patricia Lunardelli e Flavia Mezzavilla, têm o cuidado de selecionar marcas hypadas com um olhar especial para o perfil dos seus clientes.

Leia mais:
Quatro tendências de cabelo para a primavera
Peça must-have para o verão 2020: veja 14 blazers da NYFW 
Mistura de materiais e cores se destacam na joalheria