Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pense em um estilista que quebra regras, marcante, sexy e inovador e tem-se o espanhol Paco Rabanne. Por décadas, ele experimentou formas e estilos inusitados na indústria da moda.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Ao longo de sua carreira, testou e lançou novos materiais, como o metal, transformado por ele em uma espécie de segunda pele. Com seus perfumes, não tem sido diferente. Impactantes e ousados, eles também deixam suas marcas no mundo da beleza. A mais nova criação da maison é “Pure XS For Her” (R$ 399, 50 ml), uma explosão de sensualidade.

É um floral provocante e selvagem criado por Quentin Bisch, perfumista da Givaudan. Inspirado por uma de suas viagens à Ilha Reunião, no Oceano Índico, ele voltou a Paris obcecado por um certo ylang-ylang estonteante e deslumbrante. “A intenção era traduzir um orgasmo em notas olfativas”, explicou o nariz do perfume. Objetivo alcançado com outras notas de jasmim, um toque de baunilha quente e até pipoca doce, era hora de escolher o rosto da nova fragrância.

Emily Ratajkowski, a atriz, modelo e ativista que se tornou a voz do novo feminismo por meio das imagens sensuais que divulga sem medo em sua conta no Instagram, era o nome certo por trás do frasco abraçado por uma serpente dourada. Mais sexy, impossível. Bazaar viajou a Paris para conhecer Emily. Na Maison Souquet, hotel luxuoso que, no início do século passado, abrigou um bordel, a alguns passos do Moulin Rouge, ela nos recebeu em meio ao clima boudoir para a seguinte entrevista:

Como é a sua relação com Paco Rabbane e como é ser o rosto do perfume da marca?
Tudo começou com uma conversa e resultou neste casamento. Eu já era fã do perfume, do trabalho de Julian Dossena (diretor criativo) e da mensagem da marca – ousada e sexy. Me inspira como Paco Rabanne celebra a mulher em sua feminilidade. Em seus desfiles, sempre presta uma homenagem à história da maison, à sua herança e admiro muito isso. Amo seu legado e a forma como ele traduz isso na mulher moderna.

Feminilidade e feminismo são temas que te inspiram?
Eu me vejo como uma feminista e uma apaixonada pelas causas sociais. Há uma série de novos escritores que eu sigo, como Lena Dunham, que sempre me inspiram. Isso é algo que aprendi dentro de casa, com minha mãe, e hoje levo para o mundo, para a minha vida.

Com mais de 21 milhões de seguidores no Instagram, você se considera uma das vozes do novo feminismo?
Apenas acho importante as mulheres assumirem seu corpo com orgulho. Posto fotos sensuais porque, para mim, ser sexy é sinônimo de beleza, uma autoexpressão do nosso ser que tem de ser celebrada.

A sensualidade parece vir naturalmente de você, sem esforço. Qual o seu segredo?
Na verdade me sinto muito conectada comigo mesma, com meu corpo. Isso faz com que eu me sinta confiante. E confiança é o que faz eu me sentir sexy.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Como você define seu estilo?
Sou filha de uma acadêmica e em casa aprendi que o que mais importa é o que tenho a dizer, seja de qual forma for, inclusive pelas roupas. Minha mãe sempre foi um modelo de beleza e feminilidade para mim. Então, acho que essa combinação foi essencial nas minhas escolhas.

Como é sua rotina de exercícios?
Vou à academia só uma vez por semana, não é muito, mas tenho sorte, sou naturalmente magra. Gosto de atividades mais energéticas e faço uma ou outra coisa para pernas e costas. Controlo a alimentação, mas, se estou muito cansada, me permito comer um espaguete ou hambúrguer, coisas que amo.

Como você cuida do rosto?
Lavo o rosto duas vezes por dia, à noite uso esfoliante e creme com retinol dia sim, dia não. Não uso muita maquiagem e minha dica de beleza é usar batom como blush, parece bem mais natural, como gosto de ser.

Leia mais:
Slip dress é a peça-chave para o verão 2019
Emily Ratajkowski: “amo comida brasileira, especialmente churrasco”
A pose do momento no Instagram é fingir que está com dor de cabeça