Damir Doma no backstage do seu desfile de verão, realizado em setembro, em Paris - Foto: Getty Images


Por Laura Zúñiga

Entre os vários eventos acontecendo na cidade de Londres durante a semana de moda britânica, um brunch seguido de uma conversa com o estilista Damir Doma, oferecido pela loja LN-CC, foi um dos pontos altos. Foi a segunda parte do LN-CC Talk Series, que já teve Phil Manzanera, do Roxy Music, como entrevistado.

A LN-CC (Late Night Chameleon Cafe) é uma loja conceitual, que vende de designers vanguardistas de moda masculina e feminina a discos de vinil, além de livros de moda e arte. Localizada no bairro boêmio e moderninho de Dalston, tem arquitetura que é uma verdadeira instalação artística, com seus arcos de madeira e túneis escuros. Dries van Noten, Ann Demeulemeester e Ric Owens são alguns dos estilistas à venda por lá, evidenciando a pegada contemporânea da loja.

Outro estilista representado na loja é o croata de nascimento Damir Doma, que foi criado na Alemanha e há seis anos desfila em Paris. Doma chamou a atenção do diretor criativo da LN-CC, John Skelton, com seus cortes elegantes, o uso de diferentes texturas, e sua preocupação com as proporções do corpo humano.

 

Três looks de verão de Damir Doma - Foto: Getty Images


Damir Doma
é experimentalista e não tem medo de ousar. Ele diz: “É importante descobrir sua identidade enquanto estilista para depois se abrir para mudanças. O mundo está em constante movimento e nós também. É nosso dever ter a sensibilidade de mudar de acordo com influências exteriores, sempre respeitando sua identidade e com coragem de evoluir.”

Na última temporada de verão em Paris, as roupas femininas de Doma foram comentadíssimas. “Minha pré-coleção estava muito mais sintonizada com a linha masculina, mas esta agora está muito mais urbana e individual, então fica mais fácil para o público feminino se identificar, está mais sofisticada. Está mais vibrante e dinâmica, com mais formas e materiais, mas também mais clean, com vários tons de branco”, resume.

Para fotografar a linha, Doma conta que escolheu o fotógrafo Benjamin Lennox. “Foi a primeira vez que trabalhamos juntos e ele influenciou muito o resultado. E a força da campanha saiu daí. Em termos de pesquisa foi muito importante para mim criar esta pré-coleção, e Lennox foi fundamental em criar esta atmosfera comigo, com seu histórico de street style. Eu também sou muito influenciado por streetwear, por ser meu background. Eu tento encaminhar minhas coleções para um ramo mais sofisticado, mas é um desafio unir estes dois mundos”, revela.

Doma, que abriu em 2012 sua primeira loja exclusiva, no bairro de Saint-Honoré, em Paris, acrescenta que não é fã de roupas unissex. “Dá para brincar com personagens femininos dentro de coleções masculinas, mas os corpos são diferentes. Com o passar das temporadas os corpos vão ficando mais definidos, e eu também tenho que definir quem são meus personagens”, finaliza.