Erin Heartherton - Foto: Divulgação/Rodrigo Zorzi
Erin Heartherton – Foto: Divulgação/Rodrigo Zorzi

Por Matheus Evangelista do Site RG

“Todos acham que eu só vim para o Brasil três vezes, mas na verdade essa é a quarta vez. Antes eu passei um tempo em Natal, uma das cidades que mais gostei de conhecer no mundo”, e foi assim, sem nem parecer uma entrevista, que a simpática Erin Heatherton começou nosso papo no QG da Restoque, empresa que comanda a marca Rosa Chá, que voltou a ativa e recrutou não só Erin, mas também as modelos Frida Gustavsson, Barbara Palvin e Taylor Hill para a campanha de verão 2015.

“Amo o Brasil e queria passar mais tempo aqui. Quero conhecer Trancoso, na Bahia, e a Candice [Swanepoel], que tem casa em Espírito Santo, já me chamou para conhecer e passar uns dias com ela”, contou ela, que pisou na capital do Rio Grande do Norte quando tinha 17 anos para um trabalho. “Fiquei oito horas em Fortaleza. Desci do avião achando que já tinha chegado e quando vi tinha perdido o voo. Um caos e eu sozinha”, relembra ela que acredita haver uma conexão cósmica entre Natal e a cidade de Perth, na Austrália. “Meu namorado mora lá e as cidades possuem a mesma energia, uma sensação calorosa. Gosto de lugares assim”.

Estrela da Victoria’s Secret, Erin não pensa no corpo como uma meta, simplesmente já nasceu assim… Forte! “Eu sempre fui atleta, desde pequena faço atividades físicas, balé, basquete, corrida e é por isso que me considero forte. Outras modelos querem ser magra, ter um equilíbrio, eu só preciso me mexer um pouco para o desfile anual da VS, e pra mim é como se eu desafiasse meu próprio corpo para aguentar as horas de salto, as asas, que são muito pesadas e todo aquele desgaste”, resumiu a bela, que diz encarar o desfile como espera o ano novo. “Depois que acaba vem aquela sensação de cansaço. Eu só quero deitar e dormir”, revela.

E ela ainda teve tempo de dizer o quanto admira Gisele Bündchen, a modelo mais bem paga do mundo. “Eu amo Gisele. Semana passada estava me preparando para entrevistas e precisei assistir a algumas que ela já fez para me inspirar. Sabe os Beatles? Sabe quando assistimos alguma entrevista com eles? Então, é assim que vejo a Gisele. Eles param as pessoas, são contagiantes e Gisele também é! O que ela fez com a carreira dela é admirável, gosto desse desafio, dessa positividade”, finalizou Erin, gente boa pra caramba!