Paisagem de Bonifácio, uma das cidades imperdíveis da Córsega - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar


Por Carolina Overmeer

O cenário espetacular da Girolata, pequeno golfo no lado oeste da bela ilha francesa de Córsega, já inspirou escritores como Guy de Maupassant e Gustave Flaubert e hoje é considerado uma das sete maravilhas da ilha. Seja por mar, terra ou ar, qualquer plano de viagem pela ilha francesa deve incluir este destino.

A melhor maneira de conhecer a Córsega – ou Île de Beauté – é alugar um veleiro e percorrer as paradisíacas enseadas de água turquesa e praias de areia branca. Há mais de 300, muitas protegidas por parques naturais e de difícil acesso, portanto, bem mais vazias do que os disputados balneários da Côte d’Azur.

Ruela florida em Calvi - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar

Com tempo, o roteiro ideal é partir da costa oeste e dar a volta na ilha, pernoitando em charmosas cidades portuárias, como Saint Florent, Calvi, Bonifácio e Porto Vecchio. Em todas elas há bons restaurantes de frutos do mar, butiques de blusas listradinhas e mercados que vendem produtos locais, como queijos de cabra, mel, vinhos e frutas da estação.

A região de Girolata é um dos pontos altos da viagem – não apenas pelo encantador entardecer, mas também pela encosta de Scandola, reserva natural que impressiona por sua beleza intocada; pela bela praia de Elbo; pelo charmoso vilarejo Piana (no Golfo de Porto); ou simplesmente por uma noite de luar no terraço do restaurante La Belle Ombra.

Bonifácio, um dos portos da Córsega - Foto: Reprodução/Harper's Bazaar

Outra parada imperdível é o porto de Bonifácio. Localizado no extremo sul da Córsega – separado da ilha italiana da Sardenha por um estreito de pouco mais de 11 km -, é talvez o mais belo porto do mundo.

Assine a Harper’s Bazaar