Croqui da coleção de inverno 2012 da Osklen

Para o inverno 2012, a Osklen traz à passarela do São Paulo Fashion Week, modelos que se transformam em guerrilheiros urbanos e que buscam soluções socioambientais, ao que Oskar Metsavaht, diretor criativo da marca, batizou de A21.

A coleção promete fazer uma referência direta à Agenda 21, documento elaborado no Rio de Janeiro durante a conferência Eco 92. Esse documento estabeleceu a importância de cada país e cada representante da sociedade civil se comprometer a refletir sobre a forma como governa/ atua e como isso impacta o globo.

Vinte anos depois, O Instituto-E – do qual Metsavaht é fundador e presidente – propôs à Osklen uma reflexão sobre a relação do homem com o planeta, tomando como ponto de partida o que foi cumprido ou não da Agenda 21.

Neste clima, soldados de um exército que luta a favor da preservação do meio-ambiente marcham pela passarela, com fardas desconstruídas e moletons reconstruídos, sempre com a parte superior mais volumosa que a inferior.

Verdes e cinzas são pontuados por laranja, vermelho e azul. Tecidos sustentáveis, como algodão orgânico tingido naturalmente, linho 100% e couros de tilápia, pirarucu e salmão serão amplamente utilizados na coleção, além de seda orgânica e lona eco.

Tênis aparecem pesados e em forma de coturno. E é dessa forma que o “exército verde” da Osklen se apresenta nesta quinta-feira (19.01), na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo.