Estilo da Desiree Popper
Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

O estilo de Desirée Popper evidencia sua própria trajetória. Experimentando diferentes tendências – resgatadas das mais variadas décadas, cortes e tecidos -, a atriz e modelo também já vivenciou inúmeras situações em sua vida pessoal e profissional. Nascida em um contexto familiar para lá de complicado (e muito comum no Brasil), Desirée precisou começar a trabalhar cedo, já que sua mãe engravidou quando tinha apenas 13 anos e seu pai vivia entre as ruas e o cárcere. Morando com a avó e a irmã mais nova, a artista chegou a trabalhar em uma carpintaria, uma alfaiataria e até em uma fábrica antes de viver sob os holofotes.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Ainda com 18 anos, Desirée mudou-se do Brasil para Istambul, na Turquia – onde se apaixonou completamente pela moda e começou a desenhar biquínis, chegando até mesmo a ser incentivada por designers a produzi-los. Pouco tempo depois, aos 20 anos, ela se mudou para a Itália e passou a trabalhar na área fashion de outra maneira: desta vez como modelo. Agora, após ter conquistado fama mundial por sua beleza, talentos e participações em filmes, reality shows e campanhas, ela também passa a chamar cada vez mais atenção pelo estilo que exibe em suas redes sociais.

O estilo de Desirée Popper

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Por ser uma influenciadora adepta do mundo fitness, muitas de suas fotos exibem vestimentas como leggings, tops, roupas de ginástica em geral e até mesmo biquínis. Ainda assim, para além do vestuário esportivo, Desirée transita entre diferentes estilos e décadas nos visuais luxuosos que aparecem compondo com belíssimos cenários italianos.

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Dentre uma de suas escolhas mais marcantes e que se mostra extremamente em alta no momento pela volta de tendências dos anos 80 e 90, está o vinil. O tecido é uma versão mais brilhante e disco do couro, só que mais maleável. Além de servir para a criação de diferentes peças, como saias, casacos e calças, ele também costuma aparecer nas mais diversas cores – que vão dos clássicos preto e vermelho, e chegam até as mais inusitadas, como o verde e o rosa neon.

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Em geral, o decote ombro a ombro é um resgate da moda hippie. Durante seu ápice no Brasil, durante os anos de 1970, o modelo ganhou muita força e ganhou o apelido de “ciganinha”, fazendo uma clara e direta referência à cultura cigana que se difundiu e se fez presente nas passarelas dessa época. Uma outra tendência, dessa vez bastante atual, é o casaco sherpa, inspirado nos pelos de cordeiro. O tecido que imita a pelagem do animal aparece em múltiplas cores, com destaque para os tons pastéis, que agregam ainda mais ao “dreamy style”.

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Ainda sobre tipos de tecidos que estão em alta, o metalizado também ganha espaço dentro do estilo de Desirée Popper. Com aparência futurística, ele parou de ser apenas associado à composições de roupas noturnas e, agora, passa a se fazer presente em visuais do dia a dia. O tecido é uma das marcas registradas dos desfiles de marcas como Balmain, Alexander McQueen e Louis Vuitton e tem tudo para voltar com grande intensidade com o vislumbre dramático, urbano e agitado ansiado para o futuro no pós-pandemia.

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Quando se tratam de acessórios, o óculos de sol retangular chunky frame é uma de suas pedidas mais atuais. O formato sofisticado e retrô é fácil de combinar e ajuda a  dar a diferentes looks uma aparência mais elegantes, seja na praia ou combinado com um tailleur. Neles, o shape bem definido do retângulo é suavizado por bordas levemente arredondadas que contribuem para que a armação se encaixe nas mais diversas ocasiões.

Foto: Reprodução/Instagram/@desireepopper

Além dos óculos, outro acessório que, com certeza, está entre os seus favoritos é a boina. Essencial em qualquer guarda-roupa dos anos 80 e 90, as boinas ensaiam um retorno tímido em 2020 e tem grande potencial para tomar o lugar de gorros e chapéus – em razão de encaixarem perfeitamente em qualquer estação. Entre as principais pedidas, está a tradicional beret, que remete ao tipo parisiense dos anos 60. Outras modelos como Candice Swanepoel e Bella Hadid também têm apostado no visual vintage chic tanto no verão, quanto no inverno.