Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Por Marco Gurgel

Sete anos passados desde que despontou na carreira de modelo, a top Bruna Tenório acaba de conquistar mais um trunfo. Após estrelar campanhas de marcas como Ralph Lauren, Kenzo e Valentino, ser fotografada pelo próprio Karl Lagerfeld para a alta-costura da Chanel, ter mantido um contrato durante anos com a gigante dos cosméticos Shiseido e desfilado para quase todas as grifes mais importantes do circuito fashion, a alagoana foi pega de surpresa ao saber a poucos dias que realizaria nesta quinta-feira (27.02), pela primeira vez, uma vontade antiga.

Ela foi uma das escolhidas, ao lado de Gisele Bundchen, para compor o casting estrelado de inverno 2015 da Balenciaga, viajando exclusivamente para Paris para desfilar para a marca.

Confira o papo que batemos com a top nesta manhã, logo após o desfile:

Harper’s Bazaar: Bruna, depois de tantos anos na carreira de modelo, você esperava o convite de desfilar para a Balenciaga? Como aconteceu?
Bruna Tenório
: Sempre foi um dos meus maiores sonhos estar na passarela da Balenciaga. Desde o início da minha carreira, eu tenho uma grande admiração e respeito pela história da marca. A pedido deles, fiz polaroids atuais durante a semana de desfiles em NY. Depois que eles receberam as fotos, logo fui confirmada para o desfile. Acredito que fui escolhida por me encaixar no perfil dessa coleção!

HB: Sendo um desfile tão definitivo e importante, e mesmo com toda a experiência na profissão, rolou um nervosismo na hora de cruzar a passarela?
BT: A emoção é sempre como se fosse a primeira vez. Eu sempre sinto um friozinho na barriga em qualquer desfile. Mas, por ter sido a primeira vez desfilando para Balenciaga, senti um misto de nervosismo e ansiedade ao cruzar a passarela.

HB: Você é considerada um ícone de estilo e seus looks são sempre impecáveis. Como foi sua experiência fashion com o Wang e a equipe dele durante as provas de roupa? Alguma coisa te chamou a atenção e você vai trazer para seu estilo pessoal?
BT: Já tinha trabalhado com Wang antes, em seu desfile em NY. Porém, nunca havia observado o quão concentrado ele é durante as provas de roupa. Ele é extremamente profissional e tudo passa por sua aprovação. Nenhum botão sequer é tirado ou colocado sem o consentimento dele. Ele é muito querido e atencioso. Sempre sorrindo! Mesmo na loucura do desfile. Acho que levo para o meu estilo pessoal a precisão e o cuidado nos mínimos detalhes na hora de definir o look.

HB: Quais são seus looks/acessórios favoritos da coleção?
BT: As botas over-the-knee.

HB: Depois de mais esta (grande) conquista, o que te excita na carreira? Quais são seus upcoming projects ou algo que você não realizou e ainda quer realizar?
BT: Quando me faziam essa pergunta, eu sempre citava Balenciaga como um desfile que ainda gostaria de fazer. Acho que avancei algumas casas no jogo (risos). Eu sou completamente realizada com a minha profissão, a cada dia que passa estou mais apaixonada pelo que faço. Acho que todos temos metas e, ao focarmos nelas, conseguimos chegar onde queremos.

HB: O que fica de lição deste desfile? Estamos orgulhosos e felizes por você!
BT: Com certeza fica uma lição de otimismo. Sempre tive o sonho de fazer o show da Balenciaga e isso só aconteceu depois de sete anos de carreira. E quando aconteceu foi maravilhoso. Com exclusividade, era muito mais do q eu sonhava. Estou muito realizada!

Veja mais:
Brazilian invasion na passarela da Balenciaga
Balenciaga e o luxo esportivo de Alexander Wang