Francesas atemporais demonstram que a idade não interfere em estilo

Veja a seleção de Bazaar das poderosas com mais de 40 anos

by Giulia Federighi
Foto: Reprodução/IMDb

Foto: Reprodução/IMDb

As francesas têm uma qualidade atemporal difícil de expressar em palavras. É uma combinação de não parecer que esforçou demais e aparecer impecáveis em qualquer ocasião. Não é algo que possa ser ensinado com tranquilidade, mas essas seis mulheres fazem com que pareça fácil. As francesas apresentadas aqui são as mais chiques possíveis e todas possuem mais de 40 anos. Não apenas isso, mas parecem ficar mais descoladas a cada década e fazer com que a moda pareça fácil.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

As escolhidas para esta pauta incluem atrizes, cantoras, escritoras e ex-supermodelos, mas não há nada especifico em seus estilos. Elas claramente têm a indústria da moda na ponta dos dedos. Descubra a confiança e estilo delas:

Caroline de Maigret

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Caroline de Maigret é modelo e coautora do livro “Como ser parisiense onde quer que esteja”. Neta do ex-ministro francês Michel Poniatowski, ela é filha de Bertrand de Maigret (ex-vice-presidente do Conselho de Paris) e da campeã de natação Isabelle Poniatowski. A modelo foi criada em Paris e, em 1993, se matriculou na Universidade de Paris em Literatura Moderna. No mesmo ano, foi descoberta por uma agência de modelos. Hoje é representada pela agência Next Model Management. Em 2006, juntamente com a sua carreira de modelo, criou uma gravadora, a Bonus Tracks Records, com Yarol Poupaud.

Marion Cotillard

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Marion Cotillard é atriz, cantora, compositora e ambientalista. Recebeu um Oscar, um BAFTA, um Globo de Ouro, dois César Awards, um European Award e um Lumières Award. Tornou-se Cavaleira da Ordem das Artes e Letras na França em 2010 e foi promovida a Oficial em 2016. Cotillard teve seu primeiro papel em inglês na série de televisão “Highlander”, e estreou no cinema em “A história de um garoto que queria ser beijado”. Sua descoberta veio no bem-sucedido filme francês “Taxi”, que lhe rendeu uma indicação ao César Award. A atriz fez a transição para Hollywood em “Big Fish”, de Tim Burton, e posteriormente apareceu em “A Very Long Engagement”, pelo qual ganhou seu primeiro prêmio César.

Isabelle Anne Madeleine Huppert

 

Foto: Reprodução/Instagram/@isabelle.huppert

Foto: Reprodução/Instagram/@isabelle.huppert

Isabelle Anne Madeleine Huppert é uma atriz francesa que apareceu em mais de 120 filmes desde sua estreia, em 1971. É a atriz mais indicada ao Prêmio César, ganhou duas vezes o Prêmio César de Melhor Atriz, por “La Cérémonie” e “Elle”. Huppert foi nomeada Chevalier na Ordem Nacional do Mérito na França em 1994 e promovida a Officier em 2005. Também nomeada Chevalier da Legião de Honra em 1999 e promovida a Oficial em 2009. Ainda em 2019, ela será homenageada pela IFFI com o prêmio de conquista da vida para um artista estrangeiro.

Carla Bruni

 

Foto: GettyImages

Foto: GettyImages

Carla Bruni é uma cantoracompositora ítalo-francesa e ex-supermodelo. Em 2008, casou-se com Nicolas Sarkozy, então presidente da França e ex-copríncipe de Andorra. Comprometida com questões sociais, em 2009 criou a Fundação Carla Bruni-Sarkozy para promover o acesso à cultura e educação para os menos afortunados. Embora Bruni não teve um papel oficial no governo, ajudou o marido com várias obrigações oficiais, como em visitas de Estado, principalmente ao Reino Unido, onde sua presença levou a uma ampla divulgação da visita. Representou o Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária várias vezes como embaixadora e visitou Burkina Faso e Benin enquanto representava a organização. Em 2010, a revista “Forbes” a classificou como a 35ª mulher mais poderosa do mundo.

Leia mais:
Vanessa Kirby carrega com elegância o mood gótica suave
Blusa romântica: peça é ideal para incrementar o estilo
Preppy: estilo inspirado nos estudantes elitistas está de volta