estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

Era ainda o início da pandemia de coronavírus quando a maioria de nós teve a oportunidade de escutar o nome de Gabriela Prioli pela primeira vez. Naquele momento de tantas incertezas, uma das únicas que possuíamos era de que a advogada recém contratada pela rede CNN para integrar o quadro “O Grande Debate”, do telejornal “CNN Novo Dia”, apresentava uma série de argumentos contundentes e embasados e, claramente, não estava preocupada com as farpas depositadas por seus colegas de bancada.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Honestamente, precisa ser feminista para reconhecer a importância de seu papel na mídia naquele momento? Em um horário em que milhares de mulheres que deixaram de levar seus filhos à escola em razão da Covid-19 e passaram a acompanhar o noticiário pela manhã. Elas puderam ver e ouvir, como pouquíssimas vezes antes e com um gigantesco protagonismo, uma mulher falando sobre política enquanto usava blazers coloridos e sapatos de salto com brilho. Aliás, menos importante do que isso, mas evidentemente destacável: fora o “baile”, como diriam na internet, de conhecimento em cima de argumentos frágeis dos outros comentaristas, coincidentemente homens.

Honestamente, precisa ser feminista para reconhecer a importância de seu papel na mídia naquele momento? Prioli entrou nas telas de milhares de mulheres que, por não terem algumas tarefas diárias – como levar os filhos à escola – em razão da Covid-19, passaram a acompanhar o noticiário matinal.

Elas puderam ver e ouvir, como pouquíssimas vezes antes e com um gigantesco protagonismo, uma mulher falando sobre política enquanto usa blazeres coloridos e sapatos de salto com brlho. Fora o “baile”, como diriam na internet, de conhecimento em cima de argumentos frágeis dos outros comentaristas – coincidentemente homens.

O estilo de Gabriela Prioli

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

Quem acompanhou a história sabe. Não demorou muito para que o incômodo dos outros participantes atrapalhasse a dinâmica do debate. Gabriela precisou deixar o programa, mas ganhou o seu próprio ao lado da jornalista Mari Palma e do historiador Leandro Karnal, o “CNN Tonight”, no horário nobre do canal.

A partir disso, os looks da apresentadora passaram a ser ainda mais aflorados com a ajuda de seu estilista e amigo de longa data Thiago Setra. Juntos, os dois foram os grandes responsáveis por trazer mais cor e protagonismo para as bancadas jornalísticas. Mesmo que, para ela, suas escolhas estejam longe de precisarem se tornar um padrão ou soem como qualquer imposição.

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

“Quero que me escutem ainda que eu não me submeta ao terno cinza, cabelos presos e brincos pequenos (quero deixar claro que adoro a combinação, desde que ela seja expressão da minha vontade e não da minha docilidade). Quero falar do conforto daquilo que eu sou. E ao afirmar isso, desejo afirmar a prerrogativa de outras mulheres de se apresentarem de maneira absolutamente distinta da minha. Não preciso me submeter aos brincos pequenos assim como não desejo que outras mulheres sejam submetidas aos grandes ou ao figurino colorido”, afirmou em entrevista à Bazaar.

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

Para ela, a escolha de determinadas roupas e acessórios também são uma maneira de argumentar e questionar sem precisar pronunciar uma palavra sequer, por proporcionarem afirmação e enfrentamento: “Fugir dos padrões tradicionais já na aparência exterior é confrontá-los antes mesmo antes de abrirem para mim o espaço de fala. Isso é muito forte.”

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

Com grande destaque nos primeiros meses da quarentena, Gabriela acredita que os visuais que escolhe para apresentar o programa ajudam a alcançar ouvidos que não se interessariam, à primeira vista, por aquilo que ela tem a dizer.

“Ninguém precisa gostar só de moda ou só de política e literatura, é possível se interessar pelos dois. Eu amo demais o público que vem pelo look e acaba descobrindo um livro ou se aproveita de uma reflexão”, afirma.

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

Apesar dos terninhos coloridos, das mangas bufantes e das combinações elaboradas e brilhosas que estamos acostumados a vê-la utilizando na televisão, suas peças e acessórios favoritos são, na verdade, bem discretos. Camisa branca, calça preta de cintura alta não muito justa, camiseta básica de gola careca e jaqueta ou blazer são alguns deles. O destaque, geralmente, fica nos sapatos: scarpin de bico fino e salto alto com brilho.

estilo de Gabriela Prioli
Foto: Reprodução/Instagram/thiagosetra

A presença de Gabriela na mídia mostra que, como ela mesma diz, as mulheres podem, mas não precisam ser contidas se não quiserem. Além disso, suas vestimentas trazem uma nova perspectiva para o próprio jornalismo.

Ninguém está dizendo que apresentadores ou suas roupas precisam se destacar mais no ar do que a própria notícia ou do que os argumentos, no caso de comentaristas como ela. Mas, de fato, a moda pode contribuir para que mais pessoas voltem seus olhares e atentem seus ouvidos para debates importantes que, por diferentes razões, muitas vezes se tornam facilmente desinteressantes para o grande público – seja por falta de entendimento, de interesse ou mesmo de representatividade.