Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Gucci agora é totalmente neutra em carbono, por meio de uma estratégia lógica que evita, reduz, restaura e compensa.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Para desenvolver esforços de longa data de forma a reduzir impactos ambientais e promover mudanças positivas, a marca agora compensa todas as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) anualmente de suas próprias operações e de toda a cadeia de suprimentos, por meio de quatro projetos REDD+[i], que apoiam a conservação das florestas ao redor do mundo. Em um compromisso sem precedentes com a liderança em sustentabilidade em luxo e moda, a cadeia de suprimentos da Gucci se tornou carbono neutro.

A decisão da Gucci de compensar totalmente suas emissões de GEE é um reflexo de seu compromisso de longo prazo com a sustentabilidade e seu desejo de incentivar uma abordagem mais progressiva da neutralidade do carbono. As empresas tradicionalmente definem a neutralidade do carbono como medida em relação às suas próprias operações diretas e uma pequena parte de suas operações indiretas; no entanto, isso não representa a maior parte das emissões de GEE resultantes de atividades comerciais, que são geradas principalmente na cadeia de suprimentos.

Considerando a necessidade urgente de ação climática, a Gucci acredita que a neutralidade de carbono corporativa deva abranger toda a cadeia de suprimentos e que as principais empresas e conglomerados que trabalham em prol de ambições de carbono zero a longo prazo devem criar ações cruciais para lidar com as emissões na cadeia de suprimentos de forma total e imediata. Nesse contexto, soluções climáticas baseadas na natureza, como compensações REDD+, oferecem uma solução para apoiar um caminho climático-positivo.