Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Para a sua estreia no SPFW, participando do Projeto Estufa, a estilista Helena Pontes escolheu homenagear as suas origens na coleção chamada “Marias”. “Eu vim de uma família com oito mulheres nordestinas, que saíram do interior e foram para as capitais”, disse a estilista no backstage de seu desfile.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Para criar suas roupas, ela olhou para os pássaros, fazendo uma analogia com a história de sua família. “São mulheres pássaros que voam para onde querem estar”, explica. As referências aparecem de formas claras, como as máscaras que algumas modelos usaram ao atravessar a passarela, e também nas sutilezas, como nos recortes geométricos das peças, que remetem aos bicos.

Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

A paleta de cores, que puxa para os tons terrosos como marrom e vermelho, conversam com a terra natal de Helena, o nordeste. Para a escolha de tecidos, as fibras naturais ganharam espaço. “Trabalho sempre com o linho, o amor por ele veio da minha avó, que é costureira”, conta a designer.

Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Helena não teve a moda como a sua primeira opção de carreira. A estilista é formada em design gráfico, profissão que a levou a morar no Rio de Janeiro. Porém, em uma temporada em Paris, a designer se especializou com uma pós em moda. Em 2014, já de volta a cidade maravilhosa, ela criou sua grife homônima, pautada no consumo consciente. “ Além da matéria prima com fibras naturais, a gente pensa no reuso e na mão de obra remunerada”, divide.

Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Leia mais:
Gloria Coelho mistura décadas e movimentos culturais
Veja os detalhes que amamos do verão 2019 da Beira
PatBo cria para a mulher latina e tropical no verão 2019