Todos sabem que a Hermès vai além de seus esforços quando se trata de cópias fake de suas peças. No mês passado, a maison conseguiu fechar 34 empresas clandestinas – e recebeu US$ 100 milhões em indenizações.

Dessa vez, a grife ajudou a policia francesa a desmantelar uma quadrilha criminosa que estava produzindo e vendendo cópias de suas bolsas.

Segundo o WWD, a operação ilegal estava lucrando um valor estimado em US$ 22 milhões para cada ponto de venda. E, ao que tudo indica, a quadrilha estava recebendo ajuda de funcionários da própria maison.

“Essa operação conclui um ano de investigações a partir de uma denuncia da Hermès baseada em pistas de um comportamento anormal identificado pelas câmeras de segurança da empresa”, disse a grife ao veículo.

Ainda não se sabe de que maneira os funcionários beneficiavam os criminosos, mas quando a policia invadiu um dos locais de trabalho clandestinos, haviam montes de peles de couro das mais preciosas.

Diversos indivíduos já foram presos e dois funcionários demitidos. A Hermès ainda acredita que existam mais pessoas envolvidas no caso e devem realizar novas demissões nos próximos dias.