Hermès e Jane Birkin: problema resolvido! Foto: reprodução
Hermès e Jane Birkin: problema resolvido! Foto: reprodução

Em julho passado o mundo da moda se viu num dilema fashion: devido às denúncias de maus tratos aos animais, feita pelo PETA, Jane Birkin, a própria musa inspiradora de uma das bolsas mais desejadas (e icônicas!) da Hermès, comunicou oficialmente que quer seu nome retirado do modelo. O caso deu o que falar a repercussão seguiu em velocidade máxima – até que a Maison resolveu se pronunciar e nesta sexta-feira (11.09) soltou um comunicado onde esclarece as fazendas de crocodilos que mantém na África, explicou como tudo funciona e o melhor de tudo, Jane está satisfeita com o que leu e voltou atrás.

“Após a emoção sincera expressa por Jane Birkin e seu pedido de explicação, Hermès reitera o seu firme compromisso no tratamento ético dos crocodilos em suas fazendas parceiras. A marca reafirma seu compromisso de implementar as melhores práticas no cultivo de crocodilos, trabalhando com profissionais de crocodilo e suas comunidades locais. Isso está em conformidade estrita com os regulamentos internacionais.

No entanto, em uma fazenda de crocodilos no Texas, uma irregularidade isolada foi identificada no processo de abate. Este incidente levou a um aviso da nossa parte em relação à negligência dos nossos procedimentos recomendados. Uma auditoria realizada em julho de 2015 mostrou que todas as práticas no site estão corretas. Qualquer outra irregularidade levará a Hermès imediatamente cessar relações com este fazenda.

A Hermès quer tornar obrigatório uma série de regras especiais para fazendas parceiras que estabelece uma parceria com médicos veterinários especializados. A assinatura e o respeito incondicional do atual regulamento têm condições imperativas para relações continuadas com os fornecedores com base nos mais altos padrões no trato ético dos crocodilos.

Jane Birkin nos informou que ela está satisfeita com as medidas tomadas pela marca”. Recado dado, certo?