Fotos: Márcio Madeira

Guillaume Henry anuncia, pouco antes do desfile de inverno 2014 da Carven, que pretende inserir as mulheres da grife em um ambiente “violento e vulnerável” na próxima estação. O motivo da inspiração inusitada não fica claro, mas está presente nos looks apresentados na passarela desta quinta-feira (28.02), na temporada de Paris.

Os sobretudos em tons pastel azul e rosa que lembram roupões de banho, por exemplo, transmitem certa fragilidade – projetando a imagem de uma arrependida Marion Crane sozinha em seu quarto no Motel Bates, no filme Psicose, personagem clássico da produção de Alfred Hitchcock vivido pela atriz Janet Leigh.

E é uma surpresa para os olhos quando surgem na passarela os prints animais (em especial a zebra), que ganham vestidos, casacos e bolsas. “É como o flagra do veado iluminado pelo farol de um carro”, dramatiza Henry.

E os perigos para a natureza causados por motoristas imprudentes também estão lá, nas estampas dos pretinhos nada básicos que fecham o show, reproduzindo lanternas de automóveis. Para ver looks selecionados pela Harper’s Bazaar, clique na galeria: