Dolce & Gabbana - Inverno 2014/Fotos: Getty Images

Domenico Dolce e Stefano Gabbana olham, mais uma vez, para a cultura e história de sua Sicilia natal, para criar o monástico inverno 2014 da Dolce & Gabbana, apresentado neste domingo (24.02) em Milão. Desta vez, são os mosaicos da Catedral de Monreale, criados no século XI, que inspiram a coleção opulenta e decorada da grife italiana.

As obras de arte são recriadas nas roupas através de bordados e decorações minuciosas, costuradas a mão, uma a uma, utilizando a mesma técnica artesanal de produção dos mosaicos. Santas e símbolos da igreja católica ganham vida em vestidos e saias de silhueta fifties, assim como em modelos curtinhos, de shape A e mangas amplas. Coroas e relicários abundantes complementam os looks, lembrando princesas e rainhas da antiguidade italiana.

Apesar do forte apelo religioso, o pecado mora ao lado para Dolce & Gabbana. Hot pants, comprimentos míni e transparências são ousadas na medida certa, enquanto o clássico tweed ganha curvas sexy em modelagens bem próximas do corpo. A bombshell elegante da marca ainda predomina, mas tem seu momento ladylike em looks comportados como as saias e vestidos de comprimento mídi, combinados com sobretudos de perfume sessentinha. O exercício de alfaiataria é exemplar e os cortes mais retos – mesmo nos casacos – ganham curvas e feminilidade.

O final, sempre dramático, traz todas as modelos na passarela com uma série poderosa de vestidos de renda, cobertos de bordados e brocados, em variações da paleta de vermelho. Tão rico e exuberante quanto a herança italiana da grife.