Marni - Inverno 2014/Fotos: Getty Images

Mesmo sem as suas famosas estampas coloridas de ares retrô, Consuelo Castiglioni conseguiu cativar seu público no desfile de inverno 2014 da Marni, apresentado neste domingo (24.02), na semana de moda de Milão.

O cenário sépia, com imagens de natureza outonal, assim como a beleza milimetricamente “largada” – com cabelos bagunçados e batom de efeito desgastado –, ajudam a dar o tom melancólico da coleção, reforçando o clima “low” desta temporada internacional.

As onipresentes peles adicionam drama ao inverno sóbrio da Marni. Elas surgem não só como ornamento – em golas, estolas e pelerines –, mas também como roupas em si, dando forma a saias e casacos, chegando aos acessórios como luvas, botas e bolsas – reforçando a tendência felpuda nos complementos e transformando a mulher Marni em uma adorável lady das neves. O clima predominante é austero, de saias pelos joelhos e elegância cinquentinha. Um perfume biker conversa com outro militar em tops e vestidos com decotes zipados.

Os casacos – grandes hits da temporada italiana – são pesados, de lã, tweed e astracã, com modelagem masculina e exagerada, compensada pela feminilidade das cinturas marcadas de outras entradas. O couro aparece rígido e volumoso em um modelo 3/4 cinza, e com textura fosca e emborrachada em conjuntos de saia e top, assim como num vestido colete preto.

Mesmo em minoria, as estampas não ficam totalmente de fora. E, apesar do clima melancólico que as inspiram – como paisagens e grafismos em P&B, com leves toques de amarelo e azul claro – , elas ainda carregam a excentricidade charmosa tão presente no DNA da Marni.