Jenné Lombardo está sempre atrás do próximo nome quente da moda mundial - Fotos: Reprodução/Harper's Bazaar

Um concierge ou um chef são profissionais que você espera encontrar em um hotel, certo? Mas, e quando, além deles, há uma diretora de moda? Exótico? Talvez, e é exatamente esta função que a norte-americana Jenné Lombardo desempenha na rede de hotéis W. “Meu papel é agir como embaixadora da moda, viajar o mundo e identificar designers emergentes que podemos promover e apoiar”, explica. O start desse trabalho se deu em setembro de 2011, com a expansão do Fashion Next.

Na terceira edição do programa, que antes funcionava apenas em Nova York, onde o W nasceu, seis designers (ou marcas) de perfis diferentes foram selecionados por Jenné e seguem como “família W”, recebendo apoio financeiro e logístico do grupo e participando dos eventos da rede ao redor do mundo, até que um novo ciclo comece – por enquanto, não há previsão para a troca de nomes.

Além dos ambientes modernos e do clima festeiro em todas as suas unidades, o W Hotel é apoiador de novos talentos da moda mundial - Fotos: Harper's Bazaar

Jenné é idealizadora do projeto, que acontece em paralelo à semana de moda de Nova York desde 2009. Graças a ela, carreiras de designers como Alexander Wang, Jack McCollough e Lazaro Hernandez (a dupla da Proenza Schouler) e Lisa Mayock e Sophie Buhai (a.k.a. Vena Cava) foram impulsionadas em plena crise econômica. Ela também lançou, durante os seis anos em que foi diretora do departamento de moda, celebridades e eventos da M.A.C, projetos como a linha de make da Dsquared2 e a Viva Glam com Lady Gaga.

Para ficar de olho, suas dicas são os criativos de Londres, como J.W. Anderson – que acaba de assinar com a Topshop -, e no estilista Dean James Quinn. E em vinte anos, como fica a moda na rua? “Acho que meus filhos vão usar máscaras de oxigênio.” Será?

Assine a Harper’s Bazaar