por Dudi Machado

Como há muito dizia o ditado “quem sai aos seus não degenera”, filhos seguirem os passos dos pais em suas profissões sempre foi regra. A novidade, que tem tomado de assalto as últimas campanhas de moda, é que os filhos dos famosos têm assumido esse posto cada vez mais cedo, tomando o lugar de modelos, atores e celebridades adultas. A nova safra mini me segue tendência mundial, que valoriza cada vez mais a juventude. Maior expoente dessa turma teen, LourdesLolaCiccone Leon, filha de Madonna, é uma das estrelas da campanha do novo perfume de Stella McCartney, Pop, que também traz no casting Kenya Kinski-Jones, herdeira da modelo e atriz Nastassja Kinski com o músico e produtor Quincy Jones.

O fenômeno pode ser analisado por vários aspectos. A turma júnior carrega no DNA certo “valor agregado”. Suas campanhas geram notícia, criam buzz e causam repercussão maiores do que uma foto protagonizada por uma modelo anônima. Mesmo sem acesso aos números, é fácil supor que o cachê pago aos principiantes seja bem menor do que o de seus pais, celebridades conhecidos pelas cifras milionárias.

Com presença forte nas mídias sociais, a penetração dessa turma é garantida. Kaia Gerber, filha da top Cindy Crawford, que estrelou este ano campanha de óculos da Chrome Hearts, é a rainha dos selfies e tem 467k no Instagram. Mais discreta, uma das filhas da eterna musa de Karl Lagerfeld, Ines de la Fressange, Violette, 16 anos, seguiu o caminho da mãe e desfilou para a Chanel. Já a irmã, Nine, 22, protagonizou campanha da Bottega Veneta. Precocemente expostos ao mundo da moda e com acesso irrestrito a regalias, alguns deles demonstram talento extra e já estão no auge, como Willow Smith, filha do ator Will Smith, cantora, atriz e nova queridinha da Chanel aos 16. Pioneiro a utilizar essa turma, o fotógrafo Mario Testino sempre apostou na força da família em seus editoriais. Em 2008, assinou a histórica campanha da Burberry com os filhos de icons ingleses, como David Bailey, Jeremy Irons e Brian Ferry. A brasileira Alice Dellal, descendente de Andrea Dellal e modelo da Chanel, é outro ótimo exemplo desse movimento.A tendência dá sinais de estar apenas começando, e ainda vai render história para muitas gerações…