Alexia assina conceito, styling, execução e direção de arte do ensaio (Foto: Jonas Vaz)

Os anos 70 – época de Cher (ainda casada com Sony), Bob Mackie e os laços e ombros do Yves Saint Laurent – serviram de inspiração para que Alexia Hentsch colocasse na Avenida um projeto de Carnaval todo rosa.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

São 12 looks completos, além dos acessórios em que assina todo o projeto: conceito, styling, execução e direção de arte.

A coleção não está à venda, mas todos os looks serão vistos no Baile da Arara, no Rio (Foto: Jonas Vaz)

“Quis fazer uma coleção inteira rosa – com raízes no Carnaval mas puxando inspirações de moda”, reforça Alexia. “Pierrô e Colombina sempre aparecem nas minhas coleções. Tinha também uma nadadora dos anos 50 (que não recorda o nome), um palhaço, a Cher, Anjelica Huston, Priscilla (a Rainha do Deserto) e, claro, Édith Piaf“, desfila nomes que vestiriam as roupas e acessórios, caso estivessem no Carnaval do Rio.

La Vie en Rose” é um projeto mais amplo, onde as cabeças (que conhecemos do trabalho de Alexia) são apenas um dos acessórios. “Nessa coleção puxei mais para a chapelaria, usando muitas flores e penas. Rigorosamente em variações de rosa”. As cabeças são inspiradas no Carnaval, onde a imaginação é a regra.

A coleção não está à venda: é um projeto anual que integra arte, moda, com um explícito tributo ao Carnaval do Rio. Após o projeto, todos os looks serão usados por amigos de Alexia no Baile da Arara, que acontece na terça-feira de Carnaval (25.02), na capital fluminense. Este ano não será diferente: tem 11 amigos que formarão, junto com ela, o pink squad do baile.

Este ano, as cabeças – que conhecemos de seu trabalho – estão mais puxadas para a chapelaria (Foto: Jonas Vaz)

Em paralelo, Alexia tem outras peças – como bodies e cabeças de Carnaval -, à venda na Pinga e NK Store, em São Paulo, e na Ka Store, do Rio. Veja mais fotos:

(Foto: Jonas Vaz)
(Foto: Jonas Vaz)
(Foto: Jonas Vaz)
(Foto: Jonas Vaz)
(Foto: Jonas Vaz)
(Foto: Jonas Vaz)