O ar do campo invade a cidade nas criações de inverno de Christopher Kane. Composições ousadas, que trazem o ar camponês em tricôs e saias na altura dos joelhos, mescladas ao clima cosmopolita de assimetrias e alfaiataria trabalhada. Estampas florais desconstruídas nos vestidos acetinados enquanto plumas e peles permeiam os casacos pesados e blazers. Os lenços nos cabelos entram para o hall de tendencinhas, como visto na apresentação de Mary Katrantzou , cobrindo o bad hair assinado por Guido Palau.

Leia mais: #LFW: Burberry apresenta diferentes texturas e foca em xadrezes