Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Foto: Divulgação

Por Rodrigo Yaegashi e Carol Hungria

Tuaregues interplanetários, geometria afiada e volumes inusitados compõem a coleção cruise 2023 da Louis Vuitton, que elege San Diego, na Califórnia, como locação para unir toda a vibe high-tech com a perfeição da natureza em um sunset de tirar o fôlego.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

De cara os looks festivos abrem o desfile, com preciosos jacquards fazendo contraponto aos tênis, em uma estética gamer de capuzes drapeados e saias bufantes. Seguem os tops cruzados em um trabalho rico do savoir-faire da label no manuseio do couro, sedas e tricôs. Pastilhas laminadas e luminosas decoram os looks que mais pareciam terem saído do metaverso complexo e interessantíssimo de Nicolas Ghesquière.

Destaque para os óculos-máscara em versão minimizada e para as botas com recortes circulares que amarraram as propostas cheias de movimento – ora por franjas grossas apaetadas ora por tops e casacos com fios brilhantes saindo de mangas-tubos de tirar o fôlego.

As guerreiras

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Saias com grossas faixas e detalhes em formato de escudo, braceletes, capas e amarrações transformam as modelos em guerreiras, que ficam modernas, com ares gamers, com os toques metalizados e o styling esportivo, como os skates.

Os cintos

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Outro truque de styling que se destaca é a inclusão dos cintos nas cinturas – calças e saias continuam baixas, mas o acessórios acrescenta um detalhe à barriga à mostra.

Os capuzes

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Volumosos e em tecidos pesados, os capuzes – que continuam em volta do pescoço, como um lenço – reforçam a imagem de games e filmes de aventura.

O metalizado

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Tecidos com acabamentos metalizados – em diferentes tons, incluindo prata e cobre – reforçam a inspiração científica da coleção.

O couro

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

O trabalho minucioso com couro é um dos principais destaques ao longo de toda coleção e a Bazaar ama os looks all black que unem diferentes texturas e padrões.

Os vestidos

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Volumosos e dramáticos, os vestidos que abrem o desfile reforçam a especialidade de Nicolas Ghesquière em criar silhuetas.

As linhas

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

As linhas retas dos tops quadrados são combinadas ao drapeado natural de tecidos que envolvem a parte debaixo do corpo, criando looks dignos de red carpet.

As camadas

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Peças sobre peças e tecidos sobre tecidos criam complexas camadas de roupa, que unem formas e caimentos diferentes.

Os ombros

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Ao final do desfile, uma série de peças com enormes volumes nos ombros – reforçados pelas imensas golas – são o principal destaque.

O azul

Louis Vuitton leva gladiadoras futuristas para a passarela
Fotos: Divulgação

Em uma coleção de tons terrosos e acabamentos metalizados, o azul é uma das principais apostas para criar contrastes.