Helena (de pé) veste colete, R$ 1.862, Reinaldo Lourenço; tricô, R$ 355, Egrey; calça, R$ 792, Fit; luvas, R$ 428, Mabel Magalhães; e botas, R$ 450, Schutz. Marina usa blusa, R$ 310, e saia, R$ 360, ambas Nuage; luvas, R$ 429, Mabel Magalhães; e sapatos, R$ 779, Gloria Coelho - Foto: Nic Fialdini e styling Alexandra Benenti
Helena (de pé) veste colete, R$ 1.862, Reinaldo Lourenço; tricô, R$ 355, Egrey; calça, R$ 792, Fit; luvas, R$ 428, Mabel Magalhães; e botas, R$ 450, Schutz. Marina usa blusa, R$ 310, e saia, R$ 360, ambas Nuage; luvas, R$ 429, Mabel Magalhães; e sapatos, R$ 779, Gloria Coelho – Foto: Nic Fialdini e styling Alexandra Benenti

Por Ligia Carvalhosa

Aos fatos: em janeiro, Amal Clooney (esposa de George) causou certa comoção ao aparecer no tapete vermelho do Golden Globe de vestido preto Dior e luvas brancas; meses depois, nos desfiles internacionais de verão 2015, Marc Jacobs usou luvas como artifício para falar de rituais de elegância, e Miuccia Prada, brincando com as noções de real e falso no universo feminino, as colocou em quase todos os seus looks, fossem vestidos 60’s ou terninhos de tweed. Na mesma estação, Kenzo, Lanvin e Dries van Noten também apostaram no acessório.

Kenzo, inverno 2015 - Foto: Getty Images
Kenzo, inverno 2015 – Foto: Getty Images

 

No Brasil, Giuliana Romanno combinou seus vestidos de inverno com ótimos modelos bicolores. A tendência estava lançada. Eis a peça-chave deste inverno. “É um acessório pouco comum no repertório brasileiro, mas a mulher está entendendo que ela pode ser sensual, sem mostrar tudo. Acho interessante explorar o gestual, é uma manifestação de uma sensualidade velada”, declara Marina Sasseron, estilista e criadora da marca Nuage, que posou ao lado da irmã, a neo-empresária gastronômica Helena. De fato, há uma retomada de sensualidade pairando sobre a moda. Já faz algumas temporadas que elementos essencialmente femininos vêm ganhando força e espaço não só nas passarelas, mas no dia a dia das mulheres. Feminilidade está em alta. Nos últimos desfiles internacionais, que, por acaso, aconteceram junto com o lançamento do filme Cinquenta Tons de Cinza, elementos discretamente fetichistas falavam menos de submissão e mais de um jogo de sedução comandado por elas.

Prada, inverno 2015 - Foto: Getty Images
Prada, inverno 2015 – Foto: Getty Images

O retorno das luvas marca também a volta da teatralidade na moda. Depois de temporadas regidas por uma tal normalidade, começamos a acompanhar o retorno à extravagância, à opulência, à excentricidade e até mesmo à elegância e sofisticação. A moda volta a estar na moda.“Tenho modelos mais curtos e funcionais, mas o que mais gosto é a ideia de me apropriar dessa proposta mais fashion”, diz Helena, que tem no par vintage de Alexandre Herchcovitch o seu preferido.

Assim como os chapéus, outro acessório quente (e polêmico) deste inverno, as luvas ainda encontram certa resistência entre as brasileiras. A sacada da vez é fugir do look festa e incorporar a peça em produções menos caricatas e superarrumadas. Prefira as longas e use com calça e colete para um jantar entre amigos, ou combine com uma camiseta de tecido fino para uma happy hour. As coloridas dão aquele toque de humor sempre bem-vindo à imagem de moda, mas se a proposta é muito fashion, modelos neutros, como o preto de tressê da Bottega Veneta, garantem discrição na medida.

Marc Jacobs, Inverno 2015 - Foto: Getty Images
Marc Jacobs, Inverno 2015 – Foto: Getty Images