Marca de sapatos inova ao substituir saltos de plástico por canos de PVC

Material que seria descartado ganha uma nova função na Manolita

by Carol Hungria
Débora Leal, designer e empresária da Manolita - Foto: Divulgação

Débora Leal, designer e empresária da Manolita – Foto: Divulgação

Uma temporada de estudos em Nova York sobre o novo comportamento sustentável do mercado da moda foi determinante para a designer e empresária Débora Leal, à frente da Manolita, promover uma grande mudança na cadeia produtiva da marca de sapatos. A label já nasceu com o propósito de ser slow fashion e, desde sua criação, em 2010, esteve engajada em utilizar técnicas de trabalho sustentável, 100% artesanal e transparente, apostando na fabricação handmade, sem a utilização de maquinários.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Mas, para Débora, “ainda faltava encontrar uma forma legítima de trazer essa sustentabilidade empregada em nossa produção para o produto final”. Com a vontade em mente e com o propósito de “não jogar mais um lixo no mundo e, sim, retirar lixo”, a designer teve a ideia de substituir o tradicional salto de plástico por um cano de PVC, o mesmo usado em construções, que seria descartado. Para Débora, o PVC é a síntese do que a Manolita buscava: conforto, beleza, segurança e sustentabilidade.

Foto: Reprodução/Instagram/@mundomanolita

Foto: Reprodução/Instagram/@mundomanolita

Para a primeira produção de sapatos com o novo conceito, a marca comprou 300 quilos de canos descartados em ferros-velhos na cidade de São Paulo. “Foi uma revolução muito mais interna, que acabou por gerar um impacto externo relevante. Não poderíamos estar mais felizes”, conta a designer.

A partir de agora, a novidade passa a integrar os saltos da marca. Nas peças-conceito, o cano de PVC ficará aparente; nos demais calçados com salto redondo, caso do listrado da foto acima, o cano será revestido com couro. “O material é forte, bonito e tem qualidade. Com ele, encontramos nosso propósito de sustentabilidade”, afirma Débora.

Leia mais:
Cinco marcas brasileiras que investem na produção e consumo sustentável
Calma: muita moda nessa hora
At work: Raquel Vitti Lino toca uma importadora de vinhos
Três marcas de moda praia que vão incrementar o verão 2020
Três marcas de moda que dão novo sentido ao consumo e à produção
Amaro apresenta coleção “Party Dresses”
Monique Argalji apresenta segunda coleção da grife Argalji
Ucha Meirelles assina edição de moda da nova coleção “Balletto Tech Edition by Sensil®”
Matri aposta em coleção em palha de seda
Imersão na Amazônia inspira a coleção “Origem” de Regina Dabdab
Cinco coisas que você precisa saber sobre a slow beauty
Ida: marca sustentável é lançada com time de mulheres criativas
Luxo sustentável: como ser eco friendly na era dos mimos