Maria Nepomuceno é a primeira brasileira a assinar uma Lady Dior

Artista carioca foi convidada para a edição 2020 do projeto “Lady Art”

by redação bazaar
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um ícone atemporal, a bolsa Lady Dior está sempre em processo de reinvenção. Para a quarta edição do projeto “Lady Art”, a maison francesa convidou onze artistas para fazer releituras do acessório.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

São eles: Joana Vasconcelos, Rina Banerjee, Guangle Wang, Marguerite Humeu, Jia Lee, Mickalene Thomas, Kareiei Naha, Rahuda Athi-Patra Ruga, Eduardo Terrazas, Raqib Shaw e Maria Nepomuceno – a primeira brasileira convidada na história desta ação.

Nascida na cidade do Rio de Janeiro em 1976, Maria começou a estudar arte aos 13 anos de idade em cursos livres de desenho, pintura, escultura e teoria na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, e depois fez curso superior de desenho industrial.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Há alguns anos, se dedica ao que denomina de “organismos”, esculturas trançadas e tecidas com elementos da natureza e do artesanato popular.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A artista, que vive e trabalha no Rio, sai Brasil afora incorporando trabalhos coletivos de comunidades indígenas a tecelãs nordestinas a seu trabalho. Maria Nepomuceno é atualmente representada pela Galeria A Gentil Carioca, do Rio; pela Galeria Victoria Miro, de Londres; e pela Galeria Sikkema Jenkins, de Nova York.

Veja mais em vídeo:

Leia mais:
Flower power: convidadas do Golden Globes apostam em estampas florais
Pochete: 10 maneiras fashionistas de usar o acessório
J’Adior Tulum: Luiza Sobral clica editorial no México
Dior lança em livro o último projeto do fotógrafo Peter Lindbergh