Mistura de materiais e cores se destacam na joalheria

Experts em joias Camilla Guimarães e Debora Lucki, sócias da Julls, falam de tendências atuais

by redação bazaar
Djaya Levi - Foto: Divulgação

Djaya Levi – Foto: Divulgação

Por Renata Gualdi

Bazaar ama quando o assunto é joias! Em entrevista com Camilla Guimarães e Debora Lucki, sócias da JULLS, empresa de curadoria e posicionamento de joalherias brasileiras para o mercado exterior, entregam quais são as tendências da vez.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

De 09 a 14 de setembro, Camilla e Debora apresentam o design autoral das joias das marcas: Cynthia Tomi, Aron Hirsch, Djaya Levi, Luciana Ceratti, Casa Castro, Ruthi Griego, Carol Kauffman, Rodrigo Massot, Julio Okubo e Vera Cortez aos buyers das principais multimarcas do mundo, como Moda Operandi, Bergdorf Goodman, Net a Porter, Broken English, entre outras.

O que essas joalherias brasileiras têm de especial?
Versatilidade. Encontramos nestas marcas brasileiras identidade ímpar em cada uma delas, com acabamento refinado e alta qualidade de gemas.

Quais as principais tendências de joias no geral?
Lapidações inusitadas de pedras, tons pastel e mistura de materiais na mesma peça.

A Julls vem sendo convidada pelos principais e-commercers do mundo como Moda Operandi, para criar a curadoria de marcas de joias. Porque acham que a Julls vem tendo este respeito no mercado?
A curadoria da JULLS é baseada em design autoral com materiais de alta qualidade. Trabalhamos desde designers independentes até joalherias de médio porte e isto proporciona levar ao buyerjoias inusitadas que ele não acha no main stream. Além de sermos um ponto único de contato entre marcas e o ponto de venda, o que facilita bastante a interlocução, agilidade e foco no negócio em si.

A Julls está na 8ª edição em Nova York e vai apresentar novas marcas brasileiras aos principais buyersdas multimarcas. Quais são as apostas para essa nova edição?
Nesta edição estamos trazendo peças mais bold, com mistura de materiais e cores que é o caso do Rodrigo Massot, da Casa Castro e da Aron Hirsch. A tradição que nunca sai de moda com peças em pérolas golden e South Seado Julio Okubo e a versatilidade em peças da Ruth Grieco. Além das lapidações exclusivas e orgânicas da Luciana Ceratti, neo designer do Sul que vai dar o que falar!

Leia mais:
Julls: conheça a empresa que posiciona joias nacionais no exterior
Seis tendências de joias para a temporada
Lapidações inusitadas estão em alta no universo das joias
Zodíaco: as pedras preciosas que combinam com o seu signo
Joias para todos: conheça a coleção “Love Matters”, de Vera Cortez
Joalheira cria peças a partir de lixo eletrônico