A australiana Robyn Lawley é garota-propaganda da Ralph Lauren - Fotos: Divulgação

Israel colocou em vigor uma lei que proíbe modelos esqueléticas nas campanhas e passarelas internas. Antes de qualquer contratação, as marcas e agências deverão conferir se o índice de massa corporal (IMC) da garota é inferior 18 e meio. Além disso, estão proibidas meninas menores de 16 anos, e qualquer utilização de Photoshop deve ser declarada.

A iniciativa faz parte de um movimento internacional para melhorar a saúde das modelos e mostrar um padrão de beleza mais verdadeiro. A lei não se aplica para o material que vier de fora do país.

Em agosto de 2012, a Ralph Lauren foi mais uma marca que contratou modelo com curvas para uma campanha publicitária. Relembre na nota: Modelo com curvas ganha espaço na Ralph Lauren.