Foto: divulgação
Foto: divulgação

Por Ligia Carvalhosa

Desde sua fundação, em 1906, como uma produtora de canetas de luxo, a Montblanc se manteve fortemente atrelada ao universo masculino. Mas isso está prestes a mudar. Foi com megaevento em pleno Jardin des Tuileries, em Paris, que a marca apresentou sua mais nova coleção, a Bohème Moongarden, e principal investida no público feminino. Como melhor imagem desta nova fase, ninguém menos que Charlotte Casiraghi, nomeada embaixadora da marca. “Ela é a mulher contemporânea, de personalidade forte, que trabalha, entende de luxo e qualidade, tem background e sabe o que é bonito, sem estar presa a uma estética específica, diferente do que fazia sua avó [Grace Kelly]”, diz Zaim Kamal, há dois anos diretor de criação da maison. É ele o responsável pela coleção inspirada nas fases da lua, que tem a pérola como principal protagonista, em peças de design simples e toque moderno.

“A mulher Montblanc é feminina, autoconfiante e naturalmente elegante. Ela busca por produtos que reforcem esses traços de sua personalidade, mas que também sejam versáteis, que possam ser usados do dia à noite. E essa coleção representa exatamente isso”, explica Kamal. “Olhamos para os códigos da marca e para os desejos e anseios das nossas clientes. É essa equação que faz os nossos produtos relevantes. Não criamos moda e tendências, nossas peças vão além.” Essa filosofia faz com que a coleção, que chega este mês às lojas brasileiras, seja permanente. “Essa linha não é simplesmente um novo lançamento, ela tem potencial de um clássico, o design não estará obsoleto em uma estação ou em cinco anos”, diz Hens Henninf Koch, vice- presidente de Marketing.

A mesma lógica se estende para o universo da alta-relojoaria, outra área com força na Montblanc. O último lançamento inclui dois novos modelos que atendem às altas qualidades técnicas desse segmento, mas vão além em termos de comunicação visual. De ouro ou aço com diamantes cravejados, ambas as peças também remetem à lua, cada uma a sua maneira. Batizado de Bohème Day & Night, o primeiro indica quando é dia ou noite, perfeito para as clientes globetrotters. O segundo, com nome de Moongarden, tal como a coleção, busca nas tradições da cultura norte-americana nomes dados à lua cheia, os quais vêm gravados na peça em um corte entre 8h e 1h. A principal novidade, porém, vai além das caixas minuciosamente trabalhadas pelos artesãos da casa, na Suíça. São as pulseiras intercambiáveis, que podem tanto seguir ares mais tradicionais, como serem combinadas em dois tons, que conferem às peças toda a versatilidade necessária à vida da mulher moderna. “Assim, ao mesmo tempo em que continuamos fortalecendo nossa marca com o público masculino, nos tornamos atraentes para as mulheres”, finaliza Kamal.