Roberto Cavalli no backstage do seu desfile masculino de verão 2013, em Milão - Foto: Getty Images

A temporada de verão 2013 em Milão promete momentos polêmicos. A organização do evento já levantou a ira de Roberto Cavalli, que usou seu blog para reclamar da Camera Nazionale della Moda, responsável pelo calendário. O problema começou quando a comissão mudou o desfile da Armani de segunda-feira (24.09) para domingo (23.09), deixando Roberto Cavalli como a única “grande” grife do penúltimo dia do evento. Ele teme que editores de moda não fiquem em Milão para o seu show.

“A Cavalli sempre foi membro da Camera Nazionale. Acho que a Armani é membro também, mas, de qualquer forma, eles sempre têm preferência em datas. A Dolce & Gabbana não é membro, mas eles não ligam para isso, agem como se fossem a única grife da Itália. Outras marcas italianas são controladas por grupos franceses e, mesmo assim, os italianos estendem o tapete vermelho para estrangeiros. A Camera Nazionale della Moda apoia somente os grandes, dando aos pequenos apenas as sobras”, declara.

A Camera Nazionale della Moda já se pronunciou sobre o assunto: “Rebato o que Roberto Cavalli escreveu em seu blog. Ele diz que nosso único trabalho é agendar desfiles, mas despreza todo trabalho que fazemos pela moda italiana no cenário internacional”, afirma o presidente Mario Boselli.