Mulheres que Inspiram: Lenny Niemeyer tem alma carioca

"Faço roupas que não são para apenas uma ocasião", afirma a designer

by redação bazaar
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Por Vanessa Barone

O desenho de um mapa antigo foi o ponto de partida da nova coleção de verão de Lenny Niemeyer, traduzido em um estilo minimalista e tropical, claro, DNA da marca há 30 anos. Diferentes localidades do planeta, como Taiti, México e Grécia, foram representados em estampas aplicadas em maiôs, biquínis, vestidos, camisas, tops e saias longas. “Tudo tem fluidez e uma pegada utilitária”, define a estilista.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

Outros destinos também têm rondado o universo da paulista mais carioca do beachwear. Lenny inaugura, em outubro, uma nova loja em São Paulo, no shopping JK Iguatemi, abriu recentemente um espaço em Curitiba e flerta com a possibilidade de fincar os pés também em Goiânia. Sem contar os mercados americano e europeu, que já são abastecidos com as peças made in Brazil.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Paulista nascida na cidade de Santos e criada na capital, Lenny levou um tempo para se acostumar ao jeito descomplicado e cool das cariocas. “No início, quando cheguei ao Rio de Janeiro, em 1971, eu me montava até para ir à praia”, revela a estilista de 68 anos, que caiu, literalmente, do salto tentando se equilibrar nas calçadas do Rio. “Fui ficando mais relaxada”, conta.

Inspirada pela naturalidade da carioca, Lenny trocou o salto alto pela sandália rasteira, o cabelo escovado pelos fios ligeiramente bagunçados, a rigidez do figurino paulistano pela fluidez do carioca. E sua persona virou a cara de sua marca. Ou vice-versa.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Há três décadas a estilista consegue a proeza de manter a elegância simples da moda balneário que tem o DNA do Rio de Janeiro, mas transita lindamente pelo mundo todo. Ela vai muito além dos maiôs e biquínis para criar peças-desejo para usar no pós-praia e que permitem esticadas noite adentro, de forma elegante, mas descontraída. “Esse segmento, do luxo simples, sem ostentação, vem crescendo”, festeja Lenny, que, como fio condutor, cria peças atemporais, que combinam entre si, com matéria-prima de qualidade – como linho, algodão e seda – e que vão durar no guarda-roupa de sua cliente por muito mais do que uma estação.

A preocupação com o uso é uma constante. “Faço roupas que não são para apenas uma ocasião”, afirma a designer. “O meu pretinho básico fica lindo com sandália baixa, para o dia, e com salto alto, à noite”. Este apego ao que é essencial – sem exageros – se traduz também no estilo pessoal da estilista, uma certa vaidade comedida que valoriza a beleza natural, sem sacrifícios. “Nunca fui de academia. Gosto mesmo é de atividades ao ar livre, como tênis e caminhada”, diz Lenny, que também não é afeita a radicalismos em nome do rejuvenescimento. “Não sou da plástica, nem do botox”, diz. “Creme eu até uso, mas não precisa ser nenhum específico.”

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A maturidade que trouxe a autoaceitação também a encheu de energia. “Ainda trabalho bastante, mas sou muito feliz, nem penso em parar.”

Leia mais:
Cinco tendências de beachwear para curtir o verão no hemisfério Norte
SPFW: uma tendência para cada signo
Spfw N47: peças vazadas são must para a temporada
Vem verão: 26 maiôs e biquínis da passarela do SPFW