Nova coleção de alta-joalheria da Bulgari se dedica à sétima arte

Da proximidade da marca com atrizes e filmes nasce a "Cinemagia"

by Silvana Holzmeister
Colar "Fairy Wings" em ouro rosé, diamantes, topázio, rubelita, quartzo citrino, ametista, morganita rosa, iolita, quartzo verde e apatita. Brincos em ouro rosé, com topázios, turmalina rosa alaranjada e pavê de diamante - Foto: Divulgação

Colar “Fairy Wings” em ouro rosé, diamantes, topázio, rubelita, quartzo citrino, ametista, morganita rosa, iolita, quartzo verde e apatita. Brincos em ouro rosé, com topázios, turmalina rosa alaranjada e pavê de diamante – Foto: Divulgação

Em “A Visita”, filme de 1964, brincos e broches de platina e diamantes “Heritage” arrematavam o visual da fase milionária da personagem de Ingrid Bergman. Em 1995, foi a vez de Sharon Stone ter o figurino setentista de Ginger, em “Cassino”, finalizado por várias joias poderosas, incluindo um colar “Spiga”, em ouro e diamantes. Em comum, os dois longas têm a assinatura da Bulgari.

SIGA A BAZAAR NO INSTAGRAM

A história da joalheria romana está intimamente ligada ao cinema em mais de 40 produções, primeiro com as italianas da Cinecittà e, depois, com Hollywood. É essa proximidade, que vai ainda da paixão de Elizabeth Taylor pela marca às joias usadas por Lupita Nyong’o, em 2019, no tapete rosa do Met Gala, que dá alma à coleção “Cinemagia”.

Colar em ouro branco, rubelitas, turmalinas rosa, rubis e pavê de diamantes - Foto: Divulgação

Colar em ouro branco, rubelitas, turmalinas rosa, rubis e pavê de diamantes – Foto: Divulgação

São mais de 300 peças one of a kind, vendidas sob encomenda no Brasil, que refletem o preciosismo dos artesãos da marca. Fazendo conexão direta com uma abordagem romântica do cinema e celebrando a invenção do celuloide, em 1885, o colar “Action!” inova ao utilizar o zircônio, metal inédito no design de alta-joalheria. Seu brilho prateado escuro remete a uma antiga película. Exigindo 800 horas de trabalho de um único ourives, a peça é um grande pavê com 32 quilates de diamantes.

Já para o colar “Diamond Sails” foram 900 horas de dedicação. Protagonizado por um diamante incolor com mais de dez quilates, refaz, em pérolas e diamantes, o movimento das velas do navio pirata de Peter Pan. O efeito foi propositadamente pensado para simular uma viagem à Terra do Nunca. Outra locação lendária é a Cidade das Esmeraldas, de “O Mágico de Oz”. “Para Dorothy e seus amigos, é o destino da salvação e da felicidade”, explica Lucia Silvestri, diretora criativa da Bvlgari.

Colar "Forever Emeralds" em ouro branco, esmeraldas e diamantes - Foto: Divulgação

Colar “Forever Emeralds” em ouro branco, esmeraldas e diamantes – Foto: Divulgação

Espelhar essa magia foi o desafio do colar “Emerald City”. Referência em pedras coloridas excepcionais, a joalheria escolheu uma esmeralda de 21.49 quilates para ser o centro das atenções – em um conjunto de fileiras de prismas triangulares compostos por pavês de diamantes e esmeraldas. “Em alguns filmes, uma atriz pode fazer um papel tão intenso e inesquecível que o personagem chega a ganhar vida fora das telas. O mesmo acontece no mundo da joalheria: uma pedra rara é tão extraordinária que seu brilho não pode ser encontrado duas vezes na natureza. Sua singularidade define todas as características do design”, compara.

A conexão da Bulgari com as esmeraldas está evidente, ainda, na pedra de 24.46 quilates de lapidação octogonal do colar “Emerald Affair”, na versão cabochão de 34.73 quilates do colar Gina e em outra cabochão de 24.31 quilates do colar “Forever Emeralds”. A maestria em combinar cores aparece no colar “Colour Pallete”. Nele, um recorte de ônix está na base de cada pedra e faz alusão a um estojo de maquiagem, enquanto cabochões de ametista, safira azul, turmalina rosa, granada mandarim e turmalina verde remetem a sombras para os olhos e blush. O colorido também hipnotiza no colar Pirates Treasure, em ouro rosa e elementos em ônix. Três safiras, cada uma com mais de 12 quilates, se encaixam no meio de um tesouro de pedras: 188 esmeraldas (5.51 quilates), 200 safiras (6.06 quilates) e um pavê com 94 diamantes (9.18 quilates).

Colar "Action!" em zircônio e pavê de diamantes - Foto: Divulgação

Colar “Action!” em zircônio e pavê de diamantes – Foto: Divulgação

Além das grandes produções cinematográficas, a Bulgari tem focado em novos polos de criatividade e em temas contemporâneos. Pelo terceiro ano consecutivo, a marca vem patrocinando o SIFF, principal festival de cinema da China, e tem sido a joalheria oficial do Festival de Cinema de Tribeca, além de colaborar com os Tribeca Studios em curta-metragens dirigidos por mulheres, retratando personagens femininos que ultrapassam barreiras e rompem normas culturais.

Este ano, “Celestial” foi dirigido por Ro Haber e fala sobre a diretora e tecnóloga Eliza McNitt, que está criando a instalação “Esferas”, realidade virtual em homenagem a seus avós; e “The 4th Wave (A Quarta Onda)”, de Savanah Leaf, o qual conta a história da estrela pop italiana Alessandra Prete, mais conhecida como Priestess, que foi incentivada pela avó a seguir seus sonhos. O fascínio do cinema e das joias em sintonia com o seu tempo.

Leia mais:
Dossiê do diamante: tudo sobre a pedra preciosa
Projeto Patronas apresenta coleção “Travessia”
Mistura de materiais e cores se destacam na joalheria
Oito passos para cuidar das joias