Foto: Agência Fotosite
Foto: Agência Fotosite

Por Paula Jacob

Thairine Garcia cresceu na moda nacional e se firmou no mercado internacional, sendo um dos rostos mais recorrentes dos principais desfiles das semanas de moda. Só em 2015, a top participou das temporadas de inverno e verão, incluindo a semana de alta-costura, em Paris. Adicionou ao seu currículo Nina Ricci, Emilio Pucci e Roberto Cavalli, “conheci Peter Dundas no final do ano passado, quando desfilei para a Pucci,” conta ela empolgada, “quando ele foi para a Cavalli e me chamou para trabalhar com ele novamente, me senti lisonjeada.” Por ser modelo de prova, a top brasileira ainda teve oportunidade de ver a primeira coleção da marca, sob comando do estilista, sendo montada, “são oportunidades únicas!”

Desfile Carolina Herrera - Foto: Getty Images
Desfile Carolina Herrera – Foto: Getty Images

Com apenas 17 anos, sendo modelo desde os 12, ela leva em consideração todas as suas experiências como um grande aprendizado para seu crescimento, “você conhece muita gente importante, tem a oportunidade de estar com grandes estilistas, então acabei aprendendo a me comportar, conversar com eles,” explica ela. “Afinal, no ambiente de trabalho, você não está ali como amiga, se precisarem de você até as cinco da manhã, você vai ficar até cinco,” esclarece. Apaixonada pela profissão, ela não se imagina fora do universo fashion, “apesar de querer fazer faculdade de Direito, para manter a minha cabeça sempre ativa, não quero sair desse meio,” conta, “afinal meu trabalho fez de mim quem eu sou hoje. Não sei o que seria da minha pessoa se não fosse modelo, estaria ainda na minha cidade.”

Campanha de verão da Colcci - Foto: Divulgação
Campanha de verão da Colcci – Foto: Divulgação

Apesar de ter rodado o mundo, Thairine Garcia ainda elege em solo nacional o seu momento mais marcante. “Ser uma das primeiras modelos na fila do desfile de despedida da Gisele foi incrível, ver ela entrando pelo telão, aquela energia no backstage…” se derrete lembrando. Nesse último dia da SPFW, a brasileira abre o desfile da Colcci, que se despediu da über model no início do ano. “Nunca vou substituir a Gisele, ela tem muito peso no mercado,” explica ela sobre os rumores de ser uma possível próxima Gisele, “nem Kate Moss é Gisele, então quem sou eu?” Porém isso não a impede de seguir sua já excelente carreira, “quero continuar trabalhando, quero fazer as melhores campanhas. Sou feliz assim, não preciso desse rótulo, acho que é de mais.” A marca apresenta seu inverno 2016 às 19h.